Dez pessoas foram feitas como reféns no bairro Arara Azul, em Nova Mutum. Os bandidos torturaram as vítimas física e psicologicamente durante várias horas e ainda mergulharam a cabeça de uma criança em um vaso.

Segundo consta, os dois criminosos aproveitaram o fim da noite para invadir a residência. Armados, eles anunciaram o assalto e amarraram as vítimas, iniciando assim uma série de torturas.

Uma delas, que seria uma criança, teve a cabeça mergulhada dentro de um vaso sanitário, em que os ladrões deram descarga várias vezes, entre a noite da última quarta-feira (10) e a madrugada de quinta-feira (11).

Fios e cintos teriam sido utilizados para amarrar as vítimas. Ainda foi relatado que os bandidos jogaram refrigerante e inseticida no rosto das pessoas. Os criminosos ainda teriam tido tempo para fazer um lanche na casa.

As pessoas ainda relataram que os criminosos queriam dinheiro e joias. A residência ficou totalmente revirada. Uma das vítimas é um policial militar do estado de Minas Gerais que está de férias em Nova Mutum. Ele sofreu várias agressões e teve que ser encaminhado para o hospital municipal onde passou por atendimento médico.

Os criminosos saíram da casa levando televisão, aparelhos celulares, joias, estepe de um dos carros, caixas de som, roupas e uma série de pertences.