Começou a tramitar no Senado um projeto que pode colocar fim ao dinheiro guardado no colchão. O Projeto de Lei 435/2017 propõe que as cédulas passem a ter prazo de validade no país.

De autoria do senador Sérgio Petecão (PSD-AC), o projeto será votado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Segundo o autor, o objetivo do projeto é evitar o “entesouramento” de dinheiro, desestimulando a corrupção e a lavagem de dinheiro, e também estimular a circulação das cédulas, como forma de tornar a economia mais dinâmica.

O prazo de validade, segundo o senador, seria determinado pelo Conselho Monetário Nacional (CNM).

Uma pesquisa feita em 2014 pela Fecomércio RJ/Ipsos apontava que 10,4% dos entrevistados guardavam dinheiro em casa. A prática foi classificada como a segunda maneira mais popular de se poupar no país, atrás apenas da caderneta, opção, na época, de 85,8% dos entrevistados.