A greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) completou 46 dias nesta quinta-feira (26). Uma reunião realizada ontem na Casa Civil, entre representantes da categoria e do governo do estado, terminou sem acordo.

Os servidores entraram em greve para cobrar a atualização da tabela salarial. Segundo a entidade, diante da ausência de proposta do governo, a greve iniciada no dia 11 de setembro continua por tempo indeterminado. O governo, por sua vez, informou que uma nova reunião deve ser realizada com a categoria na próxima semana.

Os servidores do Detran retomaram parcialmente o atendimento na sede do órgão no dia 17 deste mês. De acordo com a assessoria do Detran, os serviços que estão sendo prestados na sede do órgão são os de licenciamento e habilitação. Outros serviços, como a abertura de processos e agendamento de vistorias, não estão sendo realizados.

No interior do estado, das 62 unidades do Detran, 30 estão com atendimento parcial. As demais ainda não estão funcionando.

Na semana passada, a Casa Civil informou que no momento não é possível apresentar uma proposta aos servidores do Detran, porque a atual gestão ultrapassou o limite de gastos no segundo quadrimestre deste ano, o que já foi alertado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).