A prefeitura Municipal de Tapurah, através da Secretaria Municipal de Saúde realizou no ultimo dia (30) a primeira conferência municipal de vigilância em saúde de TAPURAH, com o tema principal – Políticas de vigilância em saúde e o fortalecimento do SUS como direito a proteção da saúde do povo brasileiro.

O secretário Marco Felipe agradeceu toda a sua equipe e ressaltou a importância e o compromisso de todos para a realização do evento. O presidente da Câmara Municipal Anilson Martins representando o prefeito Iraldo Ebertz ressaltou as transformações e melhorias que o sistema único de saúde (SUS) vem passando ao longo do tempo.

Elaine Alves e Iraci Contro Bone representantes do escritório regional de saúde apresentaram palestras preliminares sobre o tema central da conferência. As palestras serviram para suplementar as discussões dos sub-eixos, logo em seguida os participantes foram divididos em quatro grupos (cada um representando um sub-eixo) sendo eles, O lugar da vigilância em saúde no SUS, Responsabilidades do estado e dos governos com a vigilância em saúde, Saberes, práticas processos e trabalhos e tecnologias na vigilância em saúde, Vigilância em saúde participativa e democráticas para enfrentamento das iniquidades sociais em saúde.

O primeiro sub-eixo apresentou as seguintes propostas, Criar a vigilância em saúde do trabalhador, Instituir um programa que promova o cuidado do profissional de saúde com atendimento periódico, Fortalecer o Conselho de Saúde através de reuniões itinerantes, Promover ações de educação permanente em saúde para os profissionais de saúde.

O segundo sub-eixo apresentou as seguintes proposta, Campanhas sobre abusos contra a mulher, Campanha sobre álcool e drogas, Estruturar o NASF através da intersetorialidade, Estabelecer a rede de atenção psicossocial, Estabelecer a prática de terapia comunitária,
O terceiro sub-eixo apresentou as seguintes propostas, Criar um aplicativo de integração popular junto às vigilâncias, Criar um projeto de Lei que assegure um percentual de participação para os trabalhadores nas Conferências Municipais, Integrar no calendário escolar as propostas das vigilâncias, Integrar e unificar os sistemas de informações em saúde facilitando o acesso em tempo real, Intensificar as ações de acompanhamento nutricional individual nas escolas do município.

O quarto sub-eixo apresentou as seguintes propostas, Oficializar a implantação do Conselho Gestor, Integrar o Agente de Endemias nas unidades básicas de saúde, Capacitar os Conselhos Municipais, Implantar na grade curricular das escolas a educação permanente em saúde.

Foram eleitos quatro delegados titulares e seus suplentes, que levarão essas propostas para conferencia estadual de saúde que acontecera de 18 a 21 outubro em Cuiabá.