A Polícia Civil do Paraná confirmou que um pastor evangélico e professor de música de 41 anos foi preso em flagrante no bairro Pinheirinho, em Curitiba, após trocar mensagens e fotos de caráter sexual com um menino de 13 anos.

Conforme o delegado delegado Rinaldo Ivanik, responsável pelas investigações, o homem ministrava aulas de música para a vítima e já havia tentado violentá-la antes da troca de mensagens. A conversa por celular durou cerca de duas semanas, relata a polícia.

“Ele já tinha umas conversas estranhas com a criança, com esse menor. Passava a mão nas pernas dele, fazia algumas propostas, não sei como conseguiu o número do celular. Aí começou a passar mensagens, fazer convites, mandar fotografias, até que marcou um encontro com esse menino. Nossos policiais foram nesse encontro e conseguiram prender em flagrante”, detalha o delegado.

Ivanike acrescentou que os pais do menor procuraram a polícia depois que o filho avisou sobre a conversa suspeita. Orientados por investigadores, eles passaram a responder às mensagens. “Ele [o pai] procurou o 13ª distrito, foi orientado pelos nossos investigadores como agir e aí que possibilitou a prisão desse elemento”, afirma do delegado.

O pastor permanece preso no 13º Distrito Policial de Curitiba e foi autuado pelo crime de aliciamento de criança ou adolescente. De acordo com o Estatuto dos Direitos da Criança e do Adolescente, a pena para este tipo de crime varia de 1 a 3 anos de reclusão.