A contratação de 22 novos profissionais no Hospital Regional de Sorriso permitiu a reabertura de 10 leitos na unidade.  Estas contratações foram autorizadas pelo secretário de Estado de Saúde, Luiz Soares, com base no Decreto 1.073, de 28 de junho passado, e visam preencher as vagas existentes no hospital , assim como em mais outros três regionais (Colíder, Alta Floresta e o Metropolitano de Várzea Grande) – que eram gerenciados por Organizações Sociais de Saúde -, e num prazo de 180 dias devem passar para a gestão direta do Estado.

Após a intervenção do Estado nos hospitais, ocorrida nos anos de 2014 e 2015, e durante a ocupação temporária que se seguiu, muitos funcionários (principalmente da área de enfermagem) deixaram as unidades e as vagas não foram repostas porque nesse período, por impeditivos legais, não era permitido fazer contratações. Dos novos contratados em Sorriso, três são enfermeiros, 16 são técnicos de enfermagem e três são auxiliares administrativos.

“A reabertura destes leitos é extremamente positiva. Isso evitará que pacientes fiquem internados no pronto-atendimento aguardando um leito. E estas novas equipes se preparam para o reinício das cirurgias eletivas”, explicou a diretora do Hospital Regional de Sorriso, Luciele Benin.

A seleção dos profissionais envolveu a análise de currículos e entrevista. Com o reforço no setor da enfermagem, estarão reabertos a partir desta sexta 10 leitos cirúrgicos, totalizando uma oferta na unidade de 128 leitos (inclui 10 leitos de UTI adulto e 10 leitos de UTI neonatal). O hospital oferece cirurgias de média e alta complexidade incluindo ortopedia, cirurgia geral e obstetrícia.

“Nesse primeiro momento as contratações são feitas de forma emergencial para a reposição do quadro de pessoal que estava faltando nos hospitais. É que muitas pessoas decidiram sair por vontade própria e, como nestes dois anos e meio não teve a reposição das vagas, a SES está iniciando um processo de normalização do quadro”, explicou Cassiano Falleiros, assessor especial da SES, que ao lado da secretária Executiva de Saúde, Fátima Ticianel, está coordenando os trabalhos neste período de transição.

Capacitação

Os novos servidores do Hospital Regional de Sorriso passarão por uma capacitação nos dias 13, 14 e 15 de setembro a ser ministrada por equipes da SES da Escola de Saúde Pública e da Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP). O conteúdo inclui os fundamentos do Sistema Único de Saúde (SUS), planejamento, o Plano Estadual de Saúde, a política hospitalar, o processo de regionalização, os processos de trabalho dentro do hospital, e também o decreto 1.073 que declarou situação de emergência nos quatro hospitais e definiu a retomada da gestão direta destas unidades pelo Estado.

Várzea Grande

No Hospital Metropolitano de Várzea Grande, no dia 7 de agosto começaram a trabalhar na unidade 23 novos funcionários. São profissionais selecionados a partir de um banco de currículos do hospital, que haviam participado de um processo seletivo em 2014 e à época não foram contratados. Eles já passaram por uma capacitação, que ocorreu entre os dias 7 e 9 de agosto. A nova equipe inclui quatro técnicos de enfermagem, dois enfermeiros, dois motoristas, um contador, seis recepcionistas, dois analistas administrativos (nível superior), quatro assistentes administrativos (nível médio), um assessor jurídico e um psicólogo.

Para o diretor do Hospital Metropolitano de Várzea Grande, Alexandre Belotto, as novas contratações supriram deficiências no atendimento. “Com os novos funcionários o hospital está se adequando às suas necessidades em relação a um número mínimo de pessoal por bloco. As melhorias começam já na entrada do paciente no hospital e passam pelo acolhimento, pelo setor assistencial”, observou. O hospital tem 68 leitos, dos quais 10 são de UTI adulto. A unidade realiza cirurgias geral e ortopédica e também é referência em cirurgia bariátrica.

Alta Floresta

Para o Hospital Regional de Alta Floresta foram autorizadas inicialmente a contratação de 21 novos profissionais, que iniciam as atividades na próxima segunda-feira (04.09). A capacitação desta nova equipe será entre os dias 27 e 29 de setembro. O grupo inclui cinco enfermeiros, dez técnicos de enfermagem, um administrador, um contador, três assistentes administrativos e um assessor jurídico. Segundo o diretor José Marcos Santos da Silva, com os novos contratados o hospital estará reduzindo custos, pois deixará de pagar horas extras para os funcionários que trabalham na unidade, que ficam sobrecarregados e também submetidos ao estresse.

“Esse esforço extra acaba prejudicando a saúde dos funcionários. Com os novos contratados, vai diminuir o número de afastamentos médicos e vai aumentar a segurança no atendimento porque um profissional descansado atende com mais tranquilidade. E a população percebe isso, que está sendo atendida por um profissional capacitado”, disse o diretor. O regional de Alta Floresta tem 77 leitos e atende nas especialidades de pediatria, ortopedia, clínica geral, anestesiologia, ginecologia e obstetrícia e cirurgia geral, que inclui neurocirurgia, cirurgia vascular, urologia e otorrinolaringologia.

Colíder

No Hospital Regional de Colíder começam a trabalhar nesta sexta-feira 10 novos funcionários para a reposição de vagas existentes. O hospital possui 80 leitos, dos quais 9 são UTIs adulto e 9 UTI neonatal. Conforme o diretor do hospital, Elisandro de Souza Nascimento, com as novas contratações a previsão é que na segunda quinzena de setembro seja iniciada a reabertura dos leitos que estão fechados, que são em torno de 30. Os contratados incluem 6 enfermeiros, 3 técnicos de enfermagem e 1 assistente administrativo para o setor de compras. A capacitação dos novos contratados será entre os dias 4 e 6 de outubro.