Por volta das 16:30h desse domingo, dia 24 de setembro, o corpo do dentista Josilei Gaspar foi encontrado com as mãos amarradas, e jogado ao solo nas proximidades da região conhecida como cascalheira após a ponte sobre o Rio Arinos em uma região de ilhas distante a aproximadamente 12 quilômetros do município.

A informação de que o profissional levou um tiro na nuca não foi confirmada e a Politec de Juína já está vindo até Juara para fazer o exame de necropsia. A equipe de reportagem da rádio Tucunaré e site Acesse notícias está no local juntamente com as polícias civil e militar. Os familiares estão em choque.

No momento, uma das hipóteses é a de que a causa do crime tenha sido a de latrocínio (roubo seguido de morte) devido a vítima ter sua caminhonete Toyota Hillux de cor prata e placas QBE 3515 roubada. A família de Josilei ficou preocupada com sua demora e quando foram até a chácara do dentista não o encontraram e se depararam com os móveis da casa todos revidados.

Depois de verificarem as imagens das câmeras de segurança da residência, os familiares viram Josilei sendo amarrado por três indivíduos que estavam encapuzados. O roubo seguido pelo sequestro aconteceu por volta das 22:30h do último sábado (23). Amigos e parentes se mobilizaram com o objetivo de encontrar o profissional ainda com vida.

A caminhonete foi localizada no município de Cáceres (690 km de Juara), divisa com a Bolívia pelo Grupo Especial de Fronteira (Gefron) por volta das 11:00h desse domingo. Os suspeitos ao perceberem a presença da polícia, abriram fuga por uma região de mata fechada e até o presente momento não foram localizados.