No primeiro semestre de 2017, os seis municípios que estão no trecho norte da concessão da BR-163 em Mato Grosso, de Diamantino (Posto Gil) a Sinop, receberam R$ 4,4 milhões referentes ao Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), relacionado a serviços contratados de terceiros (obras na rodovia) e à receita arrecadada com pedágio. O montante é equivalente a 40% do total de R$ 10,7 milhões repassados pela Concessionária Rota do Oeste aos 19 municípios com áreas no trecho sob concessão da BR-163 no Estado.

O recurso passou a existir após a chegada da Concessionária a Mato Grosso e as prefeituras podem usar o valor para qualquer fim, como segurança, saúde ou educação.

Os municípios de Sorriso (R$ 1,1 milhão), Nova Mutum (R$ 1 milhão) e Diamantino (R$ 983 mil) ocupam do segundo ao quarto lugar entre os que mais receberam o imposto, dentre os 19 municípios. Esse ranking é devido, principalmente, às obras de recuperação do pavimento realizadas no trecho norte da BR-163, a partir de Posto Gil. Os trabalhos ainda estão em execução nas regiões de Nova Mutum e Lucas do Rio Verde e a estimativa é de que durem mais três meses até a conclusão em Sinop.

Três anos – Desde 2014, quando a Rota do Oeste se instalou em Mato Grosso, já foram pagos R$ 62,7 milhões aos municípios em ISS. O imposto referente a obras realizadas nas rodovias começou a ser repassado em fevereiro de 2014; já sobre arrecadação de pedágio, passou a ser pago a partir do início da arrecadação da tarifa, em setembro de 2015.

ISS no 1º semestre de 2017
Trecho norte da BR-163
Municípios ISS total
Sorriso R$   1.150.843,49
Nova Mutum R$   1.055.999,49
Diamantino R$      983.839,86
Lucas do Rio Verde R$      599.454,49
Sinop R$      505.033,69
Vera R$      157.009,92
Total R$   4.452.180,94

Ranking ISS
1º semestre 2017
Posição Município Total ISS
1 Rondonópolis R$                   1.285.707,96
2 Sorriso R$                   1.150.843,49
3 Nova Mutum R$                   1.055.999,49
4 Diamantino R$                      983.839,86
5 Rosário Oeste R$                      796.479,05
6 Várzea Grande R$                      616.337,88
7 Lucas do Rio Verde R$                      599.454,49
8 Itiquira R$                      579.890,90
9 Cuiabá R$                      531.022,25
10 Jaciara R$                      508.419,46
11 Sinop R$                      505.033,69
12 Jangada R$                      471.346,94
13 Campo Verde R$                      418.685,50
14 Sto. Antonio de Leverger R$                      344.133,04
15 Nobres R$                      323.392,13
16 Juscimeira R$                      284.723,52
17 Vera R$                      157.009,92
18 Acorizal R$                      127.230,30
19 São Pedro da Cipa R$                       32.105,34
Total R$                 10.771.655,21