A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou, nesta manhã, que reduziu o policiamento em estradas após corte de verbas. Dessa maneira, parte dos serviços executado pelo órgão será suspensa em função de contingenciamento orçamentário imposto pelo Decreto 9.018/17, que dispõe sobre programação orçamentária e financeira do Poder Executivo Federal para 2017.

A medida é temporária e entrou em vigor nesta quarta-feira (5). O objetivo, segundo a PRF, é adotar medidas para adequação à nova realidade orçamentária “de maneira que impactem o mínimo possível o controle atividade finalística do órgão e que possam ter reversão sem prejuízos à administração quando da recomposição orçamentária”.

Por conta do contingenciamento orçamentário, a PRF está com limites para aquisição de combustível, manutenção e diárias. Por esse motivo, as seguintes medidas serão adotadas:

  • Suspensão a partir do dia 6 de julho dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais;
  • Suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo) desempenhadas pela instituição;
  • Redução dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento;
  • Desativamento de unidades operacionais.

“Buscaremos diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais, priorizando atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos. O desativamento de unidades operacionais se dará conforme planejamento e adequação regional, com o policiamento das áreas das unidades desativadas sendo assumido por outras unidades operacionais, de acordo com critérios da gestão regional”.

Ainda de acordo com a nota enviada pela PRF, o horário de funcionamento das unidades administrativas também será alterado, com priorização de atendimento ao público das 9 às 13h. As superintendências regionais da PRF divulgarão novos horários de funcionamento e atendimento.

“Esclarecemos que a Polícia Rodoviária Federal, em conjunto com Ministério da Justiça e Segurança Pública, já está em tratativas com Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para uma célere recomposição do orçamento e consequente restabelecimento dos serviços e normalização da atuação da instituição”.