Os bancários em Mato Grosso irão aderir a greve geral marcada no país para essa sexta-feira, 30 de junho. O protesto é contra as reformas trabalhistas, previdenciária e terceirização que tramitam no Congresso Nacional. A expectativa é que 100% das agências bancárias públicas e privadas em todo o Estado paralisem as atividades durante 24 horas. Apenas os caixas de auto atendimento vão funcionar.

De acordo com o Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb-MT), a participação na greve foi decidida em assembleia realizada no dia 23 de junho.

O presidente da Seeb-MT, Clodoaldo Barbosa, pontua que as reformas propostas pelo presidente Michel Temer retiram direitos e as garantias de futuro da classe trabalhadora.

Para Barbosa, a “Greve é necessária para manifestar nossa insatisfação com essas propostas”. O presidente da Seeb-MT frisa ainda que “Somente parando as nossas atividades e participando da mobilização junto com todos os trabalhadores do país, que poderemos barrar essas reformas que retiram  muitos direitos importantes. A greve do dia 30 será um momento decisivo, por isso avaliamos como fundamental mostrar a unidade de toda a classe trabalhadora”.