Os profissionais da área da educação realizaram um manifesto na BR-163, na altura do bairro Alto da Glória (saída para Sorriso), esta manhã. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Rota do Oeste, o tráfego de veículos era bloqueado por cerca de 30 minutos e, em seguida, liberado por dez minutos. A manifestação teve início às 7h44 e terminou às 9h30.

Durante este período, a concessionária registrou cerca de um quilômetro de congestionamento em um dos bloqueios realizados. Os profissionais ligados ao Sindicado dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) estão protestando contra a não concessão a Revisão Geral Anual (RGA) e também contra o descaso na área da saúde – com a situação critica dos hospitais regionais de Sinop e Sorriso.

Uma nota do sindicato, divulgada na semana passada, aponta que o protesto é contra a “retirada de direitos do funcionalismo”, como a não concessão da RGA, que neste ano é de 6,58%. Os funcionários da Educação ainda reclamam o não pagamento de 3,92%, referente ao reajuste do ano passado. A manifestação também pretende criticar a crise na saúde “com fechamento, sucateamento e precarização dos hospitais regionais e a crescente demanda das UPAs”.

De acordo com o diretor regional do Sintep, Valdeir Pereira, apesar do protesto ser organizado pelos profissionais da Educação, há expectativa que outras categorias do Estado participem. “Estamos contando com as demais categorias e movimentos de bairro para somar forças. Afinal, a pauta vai além das questões do funcionalismo público. Também estamos protestando contra a grave situação dos hospitais, principais os regionais”.

Esta semana, o indicativo de greve na escolas estaduais foi aprovado, para o início do segundo semestre. A decisão foi tomada por representantes de 99 municípios durante a assembleia geral do Sintep. Além da RGA, a categoria também exige realização de concurso público e se manifesta contra possíveis terceirizações na área da educação.