A produção de energia primária renovável e a produção de energia secundária, especificamente a eletricidade, cresceram a taxas de 4,9 e 7,9% ao ano, respectivamente. É o que revela, entre outras informações, o Balanço Energético do Estado de Mato Grosso e Mesorregiões (BEEMT- 2015), que será apresentado no 8º Seminário de Energia – Ideias Sustentáveis e Eficiência Energética programado para ser realizado de 22 a 24 de maio, no auditório da Fiemt, em Cuiabá.

De acordo com o BEEMT-2015, um estudo produzido pela UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), pela Sedec-MT (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso) e pela Uniselva (Fundação de Apoio e Desenvolvimento da UFMT) e que atualiza os dados da série histórica do último balanço estadual publicado em 2009, a produção de energia primária cresceu principalmente pelo incremento do biodiesel nos cinco anos finais da série (2004 a 14).

As cinco mesorregiões do estado são distintas nos aspectos geográfico, social e energético. E, dentre elas, a sudoeste caracteriza-se por ser exportadora dos principais recursos energéticos renováveis. Segundo o BEEMT-2015, essa mesorregião destaca-se pelos derivados de cana-de-açúcar e a hidroeletricidade. É nos limites desse território que se encontra a maior usina de açúcar e álcool do estado. E detém a maior parcela de produção de energia primária de MT.

Já a mesorregião norte é a mais próspera entre as cinco e também a responsável pela maior produção de grãos do estado, o que a torna a maior consumidora de óleo diesel no setor agropecuário, nos processos de preparação e plantio, e no setor de transportes, para o escoamento da safra. Esse território é o maior produtor de energia elétrica de origem hidráulica e tem um parque industrial responsável pelo maior consumo de eletricidade de Mato Grosso.

O Balanço Energético do Estado de Mato Grosso e Mesorregiões (BEEMT- 2015) será entregue oficialmente, pelo Niepe (Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Planejamento Estratégico) da UFMT para o Governo do Estado de Mato Grosso, na cerimônia de abertura do 8º Seminário de Energia, evento do Sindenergia (Sindicato da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica e Gás no Estado de Mato Grosso), a partir de 19h30 desta segunda.