Uma estudante de 13 anos foi violentada sexualmente por um homem de 20 anos e um adolescente com idade igual ao da vítima na tarde de segunda-feira (22), no Centro de São José do Rio Claro.

Após denúncia, policiais realizaram as buscas e detiveram, ainda no início da noite, ambos os suspeitos.

Segundo informações do delegado da Polícia Judiciária Civil (PJC), Nilson Farias, a vítima iria à casa da menor, com quem teria vínculos e praticariam relacionamento consentido.

Contudo, o jovem teria convidado o colega, Sávio Henrique Santos Arquaz (20), que é filho de um policial militar do município, para estuprar a garota. O adolescente assistiu à cena com ironias e ameaças à menina que gritava por socorro, mas foi incisivamente ignorada.

Logo que a vítima conseguiu escapar, seguiu até a Delegacia para denunciar o crime. Em seguida, foi encaminhada aos cuidados e providências do Conselho Tutelar.

Policiais localizaram os suspeitos, que negaram o abuso com conjunção carnal (penetração), mas que teriam apenas “passado a mão” na estudante.

Ainda de acordo com o delegado, a juíza Cristhiane Trombini homologou o flagrante e decretou a prisão preventiva de Sávio, poderá responder por estupro de vulnerável, com reclusão entre oito e quinze anos. Ele teria outras duas investigações em andamento, sendo um por ameaça e outro porte ilegal de arma de fogo – esta por requisição do Ministério Público.