Um homem, suspeito de associação criminosa, teria agredido a companheira e a ameaçado com uma arma de fogo na noite deste domingo (05), no bairro Jardim Rio Claro, no município de São José do Rio Claro.

 Segundo informações do Soldado Nunes (PM), os policiais atenderam a ocorrência após uma denúncia anônima e, no momento em que se aproximavam da casa, Dilson Serra de Lima efetuou disparos contra os militares, que o perseguiram ao fugir do local.

 Ainda conforme o Soldado da PM, o homem já havia sido preso por integrar uma quadrilha durante um roubo ao Banco do Brasil, localizado na cidade de Nova Maringá, no ano de 2014.

Foram realizadas buscas na região até que os militares receberam a orientação que Dilson teria se escondido na casa de José Renato Stachowski, na Rua Paraná, no bairro Novo Horizonte.

 Ao vistoriarem o ambiente, foram localizados diversos produtos de origem duvidosa, entre eletrônicos, relógios, correntes, um revólver e munições. Embrulhos com entorpecentes, que seriam comercializados, estavam alocados em recipientes de fermento em pó e condimentos.

 Os artigos foram apreendidos e José Renato foi encaminhado à Delegacia Judiciária Civil para os procedimentos legais. Dilson permanece foragido.