Depois do alagamento que deixou mais de mil desalojados, o município de Campo Novo do Parecis, deve ter uma semana chuvosa, segundo a Defesa Civil Estadual. A previsão foi feita pelo setor de monitoramento do órgão. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura do município, em três horas choveu cerca de 150 milímetros na sexta-feira (10).

Segundo a Defesa Civil, a probabilidade de chuva durante os dias desta semana, naquele município, é de 95%. A precipitação só deve reduzir na quinta-feira (16), quando a probabilidade de chover é menor.

O bairro mais atingido com o alagamento foi o Jardim das Palmeiras. Alguns moradores foram retirados às pressas e foram resgatados de barco devido ao alto volume de águas. Alguns moradores foram retirados às pressas e foram resgatados de barco devido ao alto volume de águas.

O prefeito do município de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado (PSD), decretou situação de emergência após o alagamento causado pelas chuvas. 

O problema no bairro teve início após a pavimentação de algumas ruas. Segundo a prefeitura, a obra de drenagem feita no local não suporta o volume da água. “A drenagem aqui é muito pequena. Não foi feito um estudo necessário antes das obras”, afirmou o vice-prefeito Demis Resende. Também houve alagamento no Bairro Boa Esperança e no Bairro Jardim Olenka.

Aproximadamente 400 hectares, entre diferentes fazendas, foram atingidos pela chuva (Foto: Giovana Velke/Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis)
As chuvas também atingiram as lavouras na área rural do município. Segundo o Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, aproximadamente 400 hectares, entre diferentes fazendas, foram atingidos pela chuva. Somente quando a água baixar os produtores vão ter ideia do prejuízo e se será necessário plantar novamente as áreas.
Conforme levantamento do governo estadual, em 48 horas choveu mais do que o previsto para o mês todo. Foram 310 milímetros de chuva e três mil pessoas atingidas pelo alagamento.