onibus escolaresA Prefeitura de Sorriso comunica que o transporte escolar para os alunos da rede estadual de ensino, somente será realizado perante o repasse, por parte do Estado, dos valores pendentes até o dia de amanhã (9).

Caso isso não ocorra, a Administração, prezando pelo cumprindo determinado em lei, suspenderá as 24 linhas de transporte escolar que atendem exclusivamente a rede estadual.

Ao todo, o Estado deve repassar ao Município cinco parcelas de R$ 146.932,71, totalizando R$734.663,55, além de 73 mil litros de combustível. Esses valores referem-se ao acordo firmado entre as esferas, onde o governo do Estado assumiu a responsabilidade de repassar 10 parcelas para garantir o transporte escolar durante todo o ano letivo de 2016, e até o momento, repassou apenas cinco. O óleo diesel seria para atender os 38 dias de reposição da greve, assim como um valor extra de R$144.381,12. Até o momento, apenas o valor em dinheiro foi repassado.

Neste ano, a Prefeitura de Sorriso investiu mais de R$ 7 milhões no transporte escolar. Para garantir o deslocamento dos alunos da rede estadual de ensino, e cobrir a reposição dos 38 dias perdidos, a Administração Municipal teria que gastar R$ 67.987,42 com combustível, R$ 166.798,40 com horas extras dos motoristas, R$ 469.300,00 com as linhas terceirizadas, totalizando R$ 704.085,82. Este valor desconsidera os custos com a manutenção dos veículos próprios e o salário normal dos motoristas.