Frigorífico fortalecerão pecuária em Mato Grosso

34

cpi frigorificosO presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Guilherme Maluf (PSDB), acredita que os trabalhos realizados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Frigoríficos contribuirão para o fortalecimento da pecuária em Mato Grosso. A avaliação foi feita nesta terça-feira (13), durante entrega do relatório final da CPI.

Após receber o documento das mãos do presidente da CPI, deputado Ondanir Bortolini (PSD), Guilherme Maluf parabenizou os membros da comissão pelos trabalhos e destacou a prudência dos apontamentos.

“Precisamos gerar empregos em Mato Grosso e vocês tiveram a sensibilidade de entender que, mais do que uma CPI punitiva, é importante que a CPI possa fomentar um mercado importante, possibilitando a geração de empregos e trazendo dividendos para o nosso estado”, declarou.

O relatório final apresentado pela CPI aponta que o estado não conta com uma política definida para instalação de frigoríficos de abate de bovinos. Como saída para o problema, sugere que o estudo realizado durante os 10 meses de trabalho da comissão seja utilizado como subsídio para instalação de novas indústrias e que o mesmo seja constantemente atualizado pela Assembleia Legislativa.

Os deputados que compõem a CPI também anunciaram que irão oficiar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e o Governo do Estado para evitar o fechamento de 14 plantas frigoríficas devido à falta de pessoal para realizar a inspeção dos produtos de origem animal.

Como alternativa para resolver o problema, a CPI propõe a criação de Consórcios de Serviços de Inspeção de Produtos e Subprodutos de Origem Animal entre municípios que possuem maior dificuldade de instalação desses serviços.

A comissão recomenda ainda a reabertura de cinco frigoríficos, localizados nos municípios de Mirassol D’Oeste, Juruena, Nova Monte Verde, Vila Rica e Nova Xavantina.

Balanço

Na oportunidade, o deputado Guilherme Maluf também avaliou positivamente a atuação parlamentar relacionada às demais CPI’s que foram instaladas durante a atual legislatura. De um total de cinco comissões, quatro já foram concluídas.

“Todas essas comissões contaram com o acompanhamento de técnicos qualificados, que produziram relatórios esclarecedores, transcritos em milhares de páginas”, frisou.