Dezembro começou e com ele vem o Dezembro Laranja.  Mais uma campanha linda como a dos outros meses (Outubro Rosa, Novembro Azul…), mas desta vez voltada para a conscientização da prevenção do câncer de pele. No Brasil, existem dados alarmantes de pessoas que sofrem da doença, já que é um país tropical e a exposição solar é frequente em nosso cotidiano.  Mas calma, a prevenção é simples!

Desde 1999, o Programa Nacional de Controle do Câncer da Pele (PNCCP), engloba diversas ações de combate à doença e leva aos brasileiros informação, diagnóstico e tratamento de qualidade, tudo gratuitamente.

Sobre a doença

A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Estas se dispõem formando camadas e, de acordo com a que foi afetada, definimos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos, e a maioria dos casos está associada à exposição excessiva ao sol ou ao uso de câmaras de bronzeamento.

doenca

Sintomas

O câncer da pele pode se assemelhar a pintas, eczemas ou outras lesões benignas. Assim, conhecer bem a pele e saber em quais regiões existem pintas faz toda a diferença na hora de detectar qualquer irregularidade.

  • Uma lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;
  • Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;
  • Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Prevenções e proteção

Como já pudemos para perceber, evite a excessiva exposição ao sol e proteja a pele dos efeitos da radiação UV.

Use chapéus, óculos de sol, e claro muito protetor solar, pois eles são capazes de prevenir os males da exposição. Além da proteção contra o câncer de pele, também ajuda a prevenir a queimadura e o envelhecimento precoce.

5-1

Cura e tratamentos

Os tipos mais comuns de câncer de pele tem cura e pode ser tratados com procedimentos simples, ma devem ser diagnosticados precocemente. Confira alguns tratamentos:

  • Cirurgia excisional: remoção do tumor com um bisturi, e também de uma borda adicional de pele sadia, como margem de segurança;
  • Curetagem e eletrodissecção: usadas em tumores menores, promovem a raspagem da lesão com uma cureta, enquanto um bisturi eletrônico destrói as células cancerígenas;
  • Cirurgia a laser: remove as células tumorais usando o laser de dióxido de carbono ou erbium YAG laser.

Que tal entrar no clima de dezembro laranja e vestir essa causa