Cinco vereadores não se reelegem em Lucas do Rio Verde; representatividade feminina aumenta

62

veradores não reelegemA câmara de Lucas do Rio Verde terá maior representatividade feminina na legislatura que começa em janeiro. Duas vereadoras foram eleitas neste domingo. Marcia Pelicioli (PSDB) obteve 1.017 votos e foi a terceira mais votada. A professora Cristiani (PT) recebeu 703 votos e foi a 8ª. Na atual legislatura, Cleuza de Marco representa as mulheres. Ela é filiada ao PT e não disputou a reeleição.

Dos atuais vereadores, cinco não conseguiram se reeleger e ficaram na suplência: Gilson Baitaca (PSB), Pedro Góias (PSC), Gilson Gregório (PSDB), Demétrico Cezar (PRB) e Roberto Barra (PSD).

Conforme, se reelegeram Airton Callai (foto) -PSB- com a segunda maior votação – 1.242 votos -, Dirceu Cosma com 874 votos e Fernando Pael (DEM) que recebeu 546 votos. Callai já presidiu o legislativo e vai para o terceiro mandato. Cosma é o atual presidente.

O ex-vereador Marcio Albieri (PSD) que não obteve registro de candidatura e está recorrendo, obteve 1.075 votos. Se ele conseguir reverter a decisão judicial e conseguir registro, pode haver mudança na composição dos eleitos.

Eleitos e reeleitos
Mano da Saúde (PDT) – 2.496 votos
Callai (PSB) – 1.242
Dr. Jaime Floriano (PDT) – 1.212
Marcia Pelicioli (PSDB) – 1.017
Dr. Wagner (SD) – 956
Dirceu Cosma (PV) – 874
Marcos Paulista (PTB) – 842
Professora Cristiani (PT) – 703
Fernando Pael (DEM) – 546