Banco Central reduz Selic pela primeira vez desde 2012

Diretoria do Banco Central diminuiu os juros básicos da economia de 14,25% para 14% ao ano.

24
DinheiroPela primeira vez desde agosto de 2012, o Banco Central reduziu a taxa básica de juros (Selic). Segundo comunicado divulgado nesta quarta-feira (19), a instituição decidiu passar a taxa de 14,25% para 14% ao ano.
A última vez que a instituição havia reduzido a Selic foi há quatro anos, em outubro de 2012, quando a taxa caiu de 7,5% para 7,25%. No comunicado divulgado após a reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) informou que tomou a decisão “considerando o cenário básico, o balanço de riscos e o amplo conjunto de informações disponíveis”.
A nota ainda diz que o Copom a redução da taxa é compatível com as expectativas para a inflação de 2017 e de 2018. “(…) é compatível com uma flexibilização moderada e gradual das condições monetárias”, disse o Banco Central.
Essa decisão ocorre depois de nove encontros da diretoria do BC no qual a cúpula da instituição optou por manter os juros inalterados. Até então, os diretores não viam no cenário justificativa para alterar essa taxa.
 Importância da Selic
Esse juros são importantes para a economia por serem uma referência para investimentos. São considerados a menor taxa de retorno, ou seja, quando um empresário decide tirar um projeto do papel, ele avalia se o lucro do projeto é maior ou menor que essa taxa básica.
Se o retorno for menor, ele não tira o projeto da gaveta e aplica o dinheiro em papéis do Tesouro Nacional, que pagam juros próximos desse valor definido pelo BC. Ele também pode aplicar em outros produtos financeiros.
Empréstimos e financiamentos
Essa taxa básica também tem influência direta sobre o quanto um consumidor paga por empréstimos e financiamentos. Quando o BC altera o valor dela, também altera o custo dos bancos para captar recursos, dinheiro que será emprestado posteriormente aos clientes.
 Se o custo do banco sobe, o empréstimo para o consumidor também pode subir. Se a taxa baixa, esse custo pode baixar. Os juros básicos ainda têm uma importância grande porque ajudam a controlar a inflação.