M_v4sujwzuondznp4c3vp51lprn6qnt30jlgohl0oewokkrhn3A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou o reajuste dos preços cobrados nas nove praças de pedágio existentes no trecho de 800 quilômetros da BR-163/364 entre Sinop até a divisa com Mato Grosso do Sul. Os novos valores passam a vigorar a partir desta terça-feira (6). Na categoria 1, que engloba carro, caminhonete e furgão, o maior aumento registrado foi na praça de Sorriso. O preço saiu de R$ 6,10 para R$ 7.

De acordo com o documento, publicado no Diário Oficial da União que circula hoje, a praça em Itiquira passará a custar R$ 4,5, valor que antes era de R$ 4. De R$ 4,50 para R$ 5,10 na praça de Rondonópolis; de R$ 3,70 para R$ 4,10 na praça de Campo Verde/Santo Antônio do Leverger; de R$ 3,60 para R$ 4,10 na praça de Cuiabá/Santo Antônio do Leverger; de R$ 4,90 para R$ 5,50 na praça de Acorizal/Jangada; de R$ 4,10 para R$ 4,60 na praça de Diamantino; de R$ 3,30 para R$ 3,80 na praça de Nova Mutum; e de R$ 4,30 para R$ 4,90 na praça de pedágio em Lucas do Rio Verde.

Todos estes valores são referentes a categoria 1 e servem de base na cobrança dos demais veículos. Para veículos comerciais, é cobrado por eixo. Desta forma, no pedágio em Sorriso, por exemplo, um caminhão leve pagará o dobro do carro de passeio. Ou seja, R$ 14. Automóvel com semirreboque R$ 10,50. Caminhão, R$ 21.

Ainda segundo o documento, a alteração da Tarifa Básica de Pedágio quilométrica passou de R$ 0,03619 para R$ 0,03728, além da aplicação do acréscimo de reequilíbrio de 1,8% sobre a Tarifa Básica de Pedágio, correspondente ao Fator D/A, vigente entre 6 de setembro de 2016 e 5 de setembro de 2017; aplicação do Índice de Reajustamento Tarifário – IRT de 1,36877, sobre a Tarifa Básica de Pedágio, que representa o percentual positivo de 8,74%, correspondente à variação do IPCA no período; consideração do Fator C negativo de R$ 0,07508 na Tarifa de Pedágio, vigente entre 6 de setembro de 2016 e 5 de setembro de 2017.