policiaA Polícia Civil prendeu Adenildo Rodrigues de Oliveira, 46, acusado de estuprar sua filha, de apenas 09 anos, no bairro Altos da Glória, em Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, o criminoso era foragido da Justiça há sete anos. Ele foi preso por policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (Deddica), na segunda-feira (12).

Segundo os policiais, o crime foi denunciado em 2009, pela esposa do acusado (madrasta da vítima). Ela confirmou a Polícia Civil ter flagrado a menina na cama com o pai no momento em que ele estaria abusando da criança.

Segundo os policiais, o crime foi denunciado em 2009, pela esposa do acusado (madrasta da vítima). Ela confirmou à Polícia Civil ter flagrado a menina na cama com o pai no momento em que ele estaria abusando da criança.

Em interrogatório, o acusado negou que tenha praticado qualquer ato de abuso contra a filha, de quem tinha a guarda desde que a menina deixou de morar com a mãe na cidade de Barão de Melgaço (102 km de Cuiabá), por prováveis dificuldades de relacionamento com o padrasto.

No entanto, o laudo psicossocial realizado com a vítima, A.M.S, confirmou os relatos da garota em relação aos atos cometidos pelo pai. Além disso, o exame de corpo de delito realizado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) atestou o estupro, com conjunção carnal sofrido pela menina.

Após ser dado cumprimento do mandado de prisão preventiva expedido pela 14ª Vara Criminal de Cuiabá, Adenildo foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), para serem tomadas as providências.