Anticoncepcional masculino previne gravidez por 10 anos com uma aplicação

Se o homem quiser ter filhos nesse período, a resolução é simples: uma injeção de bicarbonato de sódio (feita em laboratório) para dissolver o gel

121
O Vasalgel é, de longe, mais eficaz e mais barato que todos os métodos contraceptivos femininos hormonais
O Vasalgel é, de longe, mais eficaz e mais barato que todos os métodos contraceptivos femininos hormonais

Cientistas desenvolveram uma técnica para que o método preventivo seja feito pelo sexo masculino: O Vasalgel é um contraceptivo injetável que permite que homens tenham relações sexuais sem que o fantasma da gravidez indesejada assombre o casal e – melhor ainda – de forma que a responsabilidade da contracepção não recaia apenas para a mulher.

Perfeito para a estudante de jornalismo Marcela Carvalho, de apenas 20 anos que tem medo de usar a anticoncepção por conta da carga hormonal. “Nunca usei anticoncepcional. Tenho extremo receio aliás, por várias razões. […] Em suma o uso implica demais no corpo da mulher. Acho justo dividir essa responsabilidade com o homem”, explica.

De acordo com a organização sem fins lucrativos desenvolvedora do produto, a norte-americana Parsemus Foundation, o remédio é ministrado em única aplicação não hormonal, com eficácia de até 10 anos. Se o homem quiser ter filhos nesse período, a resolução é simples: uma injeção de bicarbonato de sódio (feita em laboratório) para dissolver o gel e os espermatozoides voltam a seguir o seu caminho.

Diferente do método hormonal, diário, que chega a ser agressivo para algumas mulheres, podendo causar alterações no humor e no corpo e associado a algumas doenças preocupantes.

“Acredito que o direito de escolha em uma democracia é sempre o mais importante”, desenvolve Marcela, refletindo sobre a divisão da responsabilidade da contracepção. “A sexualidade deve ser pra ambos, bem como a responsabilidade sobre a prática sexual. Portanto, se existem métodos [contraceptivos], por que eles são destinam sempre à mulher como se só ela devesse se preocupar com uma gravidez indesejada?”, questiona a imposição social.

Como Funciona?

Após uma anestesia, o gel contraceptivo é injetado diretamente no canal responsável por transportar esperma. Este tubo fica abaixo da pele de cada testículo e é chamado de deferente. O Vasalgel bloqueia a passagem do sêmen. O procedimento é simples, rápido e indolor.

Se já existe, por que não está à venda?

Uma frase explica o porquê não é possível comprar o anticoncepcional masculino e reduzir o uso do feminino: interesse financeiro.

O Vasalgel é, de longe, mais eficaz e mais barato que todos os métodos contraceptivos femininos hormonais, não custando mais que uma aplicação de DIU (US$ 800 ou, em reais, R$ 2650). Por isso, a indústria farmacêutica torce o nariz e não investe na produção e distribuição.

Lógico que, como argumento prioritário, os representantes e interessados em por obstáculos à inovação (necessária) alertam para o perigo sobre a possibilidade de aumento dos casos de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

Mesmo com a falta de investimento, o medicamento está previsto para ser comercializado em meados de 2020 e precisa da aprovação do Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDA).

Anticoncepcional pra eles, melhora de vida pra elas

O maior ganho pode parecer aumentar a responsabilidade dos homens na hora do sexo, mas quando se olha mais além, é possível entender o quanto é importante para as mulheres a inserção de medicações contraceptivas para homens.

A primeira delas seria uma melhor qualidade de vida, por não ser necessário que elas façam uso de hormônios que alterem seus corpos. Se a análise for mais ampla, é possível até prever a diminuição de adolescentes grávidas e mais: a redução de abortos realizados em clínicas clandestinas.

Realmente, faz todo o sentido tirar a munição da arma.

Economia Colaborativa

O Vasalgel está previsto para chegar ao mercado apenas em 2020, mas a empresa desenvolvedora e dona da patente está captando doações em seu site e por meio da rede social para que seja disponibilizado antes.