Economize mais energia elétrica com a sua geladeira

111

economia-de-energiaAtualmente é muito difícil pensar em uma cozinha bem equipada sem uma boa geladeira para manter os alimentos mais frescos e nas condições ideais. Mas para que ela apresente o máximo de eficiência para a sua casa, é importante seguir alguns passos desde a escolha do produto até ao seu uso dentro de casa.

A geladeira é um dos eletrodomésticos que demanda mais consumo de energia, seja pela necessidade de estar sempre ligada ou ainda pela alta frequência com que as pessoas costumam buscar produtos em seu interior. Os novos modelos normalmente já apresentam uma eficiência maior, mas é importante manter alguns hábitos para não aumentar os gastos. Veja algumas dicas para economizar mais energia elétrica com a sua geladeira!

Mantenha-a ligada

Apesar de consumir energia, se você mantiver sua geladeira ligada o tempo todo, o consumo será menor do que se você ligá-la esporadicamente. Algumas pessoas tinham o hábito de desligar a geladeira durante a noite, mas ao desligar ela perde sua temperatura interna, gastando mais energia para recuperá-la no dia seguinte do que a energia que seria necessária apenas para mantê-la ligada.

Se você for ficar vários dias sem usá-la, como é frequente com refrigeradores de casas de campo ou praia, é válido desligá-la e apenas reconectá-la à tomada quando ela for utilizada novamente.

Não use a geladeira para pendurar itens

Na geladeira, os únicos itens que podem estar pendurados são os ímãs apropriados para a decoração e estilo da sua cozinha. Apesar de ser advertidamente um risco, muitas pessoas ainda usam a parte traseira para secar suas roupas. Essa prática ficou comum porque o calor do motor ajuda a evaporar a água das peças, fazendo com que elas sequem mais rápido.

No entanto, é importante evitar fazer isso. Essa prática pode sobrecarregar o motor, o que aumenta consideravelmente o consumo da energia, além de significar um risco muito grande para quem coloca peças molhadas. Se ela entrar em contato com a parte elétrica do motor, a pessoa poderá levar uma grande descarga de energia.

Não guarde alimentos saídos do fogão

Entre as pessoas mais velhas é comum ouvir o conselho para não guardar alimentos quentes na geladeira. Apesar de nem sempre os motivos apontados estarem de acordo com estudos, um deles é certo: alimentos quentes costumam aumentar o consumo de energia do seu refrigerador.

Quando você guarda um alimento quente no interior da geladeira, o eletrodoméstico tem um trabalho muito maior para manter estável a temperatura interna, além de fazer um esforço grande para diminuir a temperatura do alimento que você acabou de guardar.

Verifique o estado das borrachas de vedação

Muito importante para diminuir o consumo de energia é garantir que as portas da geladeira estejam bem fechadas. Por isso, verifique esporadicamente como estão as borrachas de vedação, pois elas são essenciais para impedir que o frio saia e o calor entre.

Para fazer um teste prático e muito rápido, basta colocar uma folha de papel e tentar fechar a porta do seu refrigerador. Se a folha ficar presa pela borracha, a vedação está correta e não está prejudicando o consumo da sua geladeira. Se por acaso a folha cair, fique atento, pois isso significa que a borracha não está vedando adequadamente, significando também que sua geladeira está gastando mais energia do que o necessário.

Descongele e regule quando necessário

Apesar de muitos modelos de geladeira atuais já contarem com muitas tecnologias que deixam o seu uso mais prático – como no caso dos refrigeradores frost free – é importante verificar a necessidade de sua geladeira. Se ela tiver gelo acumulado no congelador, descongele-o e faça a limpeza regularmente.

Nas outras estações do ano é possível também regular o termostato de acordo com a temperatura. No inverno, por exemplo, a geladeira não costuma perder tanto de sua temperatura, podendo ser deixada em sua potência menor.

Localização da geladeira

A localização da sua geladeira também é importante para definir o consumo de energia elétrica. Isso porque se ela estiver localizada em um ponto com alguma fonte de calor, como a luz do sol, forno ou fogão, isso poderá fazer com que o motor trabalhe mais para alcançar a temperatura adequada.

Mantenha as prateleiras “livres”

Não utilize quaisquer papéis ou plásticos para forrar as prateleiras. Isso impede a circulação de ar dentro da geladeira, fazendo com que o motor se esforce ainda mais para alcançar as temperaturas programadas. Além disso, a falta de circulação do ar pode fazer com que alguns alimentos não sejam refrigerados.

Fique atento no momento de comprar

Quando chega o momento de adquirir uma nova geladeira, é importante procurar aquela que atende a todas as suas necessidades, sem deixar de lado a economia. Os modelos mais antigos normalmente já consomem mais energia – enquanto os mais modernos são mais econômicos. Você pode escolher ainda entre aqueles que apresentam um nível maior de eficiência de acordo com o Selo PROCEL do Inmetro, que identifica com um A os eletrodomésticos que apresentam mais economia no consumo.

Tamanho

O tamanho da sua geladeira também diz muito a respeito do consumo, mas também não adianta escolher uma geladeira menor se ela não for atender à suas necessidades. Por isso, faça uma compra consciente, pensando na capacidade que você precisa e evitando, assim, um consumo maior do que o realmente necessário.