Seduc está fechada para ‘não servidores’

95

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) permanece nesta quinta-feira (14) com os portões abertos apenas para os servidores do órgão. A noite de quarta (13) já foi conturbada depois de as barracas e demais pertences dos grevistas, que estavam no pátio da Seduc desde o dia 5 de julho, terem sidoapreendidos pela Polícia Militar.

5348c47af3061e3881dca4322dbd4e8f

Portões da Seduc fechados e acampamento dos grevistas, que estava no pátio, vai para a calçada da frente.

“Não são medidas que tentam nos intimidar que vão nos fazer recuar na greve”, informa Henrique Lopes, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep-MT), sugerindo que essa foi uma nova forma de retaliação do governo do Estado com os servidores da Educação que estão em greve há 45 dias.

Ontem o Sintep-MT protocolou a decisão da última assembléia geral da categoria que decidiu pela manutenção da greve. Na manhã de hoje, conforme relato de Henrique Lopes, quando grevistas chegavam à Secretaria para permanecer no acampamento, como tem sido feito desde o início deste mês, se depararam com os portões trancados e Policiais Militares impedindo a entrada deles.

“Nós não vamos entrar em confronto. Desde a última audiência com o secretário (Marco Aurélio Marrafon) deixamos claro a forma como fazemos nossos atos, que é virmos diariamente ao acampamento montado na secretaria”, diz Lopes, que complementa afirmando que tem medo de as coisas começarem a tomar outro rumo, que não o pacífico.

Servidores mantêm ocupação em frente à Seduc.

“Essa atitude comprova que o governo quer resolver de maneira não institucional. O Sintep e nossa relação com o governo são institucionais, e assim esperamos que seja a resposta dele para conosco”, finaliza.

Os servidores mantêm a mobilização em frente à Seduc. O Sintep-MT garante que amanhã (15) de manhã fará um ato no mesmo local.