Mato Grosso já registra 10 mortes por H1N1 este ano

53

H1N1 with the two syringes. 3D

Um boletim informativo divulgado pelo Ministério da Saúde apontou que somente este ano, 10 pessoas morreram vítimas do vírus Influenza A H1N1 – popularmente conhecida como Gripe Suína -, em Mato Grosso. O dado é de primeiro de janeiro até 30 de junho.

Além disso, mostrou que no estado foram detectados 424 casos suspeito, sendo que 32 deles foram confirmados para doença. O município com maior número de casos suspeitos é Cuiabá com 120 registros, Rondonópolis vem logo em seguida com 58 e Várzea Grande com 36 notificações. Ambas as cidades ficam na região sul de Mato Grosso.

Em Sinop foram confeccionados 27 notificação para doença e fica na quarta colocação. Os demais registros estão divididos em 47 cidade.

Apesar de os números de mortes serem altos, apresentou redução significativa no país. Somente no ano passado inteiro foram registradas 36 mortes em decorrência da doença. Em 2014 foram 163 e em 2013, 768 óbitos. Esses números são em todo o país.

Além disso, 110 pessoas vieram a morrer por complicação em decorrência de outros tipos de influenza.

Sintomas

A Gripe Suína apresenta os mesmos sintomas de outras gripes simples, entretanto requer cuidados maiores quando a pessoa apresenta febre alta – entre 38 e 39 graus -, dor nos músculos, de cabeça, garganta e nas articulações, além de irritações nos olhos, tosse, coriza, cansaço e inapetência (falta de apetite).

Em algumas pessoas podem provocar vômitos e diarreia. Hoje existe tecnologias que conseguem diminuir o tempo de identificação do vírus. A automedicação é extremamente proibido, pois existem procedimentos importantíssimos para a cura.