Delegacia de TapurahOs investigadores da Polícia Civil de Mato Grosso retornaram hoje (07) às atividades, após quase um mês parados devido a greve dos servidores do Estado, o qual reivindicaram pelo Reajuste Geral Anual (RGA).

De acordo com um dos investigadores lotadores em Tapurah, a categoria ficou uma semana a mais em greve, dos que os delegados e escrivães para debater do com Governo do Estado pontos em relação à carreira do investigador de polícia.

Entre os pontos, os profissionais pedem a que sejam exigido aos egressos de carreira o curso de bacharelado em direito, o reconhecimento da profissão de investigador como nível superior – atualmente para ingressar na profissão é necessário o ensino superior, porém o salário não é equiparado a outras profissões do mesmo nível – além da mudança da nomenclatura, de investigador de polícia, para Analista Criminal.

Segundo o investigador, para os próximos dias será elaborado um projeto de lei que será apresentado a Assembleia Legislativa e ir a votação.

Com o fim da greve dos investigadores, a Polícia Civil de todo o Estado volta a trabalhar normalmente, realizando as investigações paradas no inicio da paralisação.