O vice-governador Carlos Fávaro (PSD), deputados estaduais e lideranças sorrisenses inauguraram, esta tarde, o aeroporto regional Adolino Bedin, em Sorriso, um dos mais modernos do Estado. O voo inaugural de uma empresa saiu no início da tarde, de Cuiabá, com as lideranças, empresários e convidados e aterrisou no novo aeroporto marcando o início das operações dos voos comerciais diários até a capital. Inicialmente, a empresa previa operar com voos noturnos mas está fazendo ajustes nos horários. Nos próximos dias, os voos (em aeronave para 70 passageiros) sairão de Várzea Grande 13:30h e pousarão em Sorriso às 14:45h. A decolagem de Sorriso é no dia seguinte, às 8h, chegando no aeroporto Marechal Rondon, às 9h06, de segunda a sexta-feiras. A companhia sinalizou que vai alterar a rota Cuiabá-Sorriso para noite, mas não informou quando. O aeroporto Adolino Bedin passa a atender moradores de Lucas do Rio Verde, Vera, Tapurah, Ipiranga do Norte, Itanhangá e demais municípios.

Centenas de moradores foram acompanhar a inauguração e o ‘batismo’ da aeronave, feita pelos bombeiros, com o primeiro voo comercial. Sorriso é a quarta cidade interligada com a capital por uma companhia aérea. Atualmente, há voos para Sinop, Rondonópolis e Alto Araguaia.  Conforme a empresa, a operacionalização da nova rota foi possível graças ao Programa Estadual de Incentivo à Aviação Regional (Voe MT) coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), cuja lei foi sancionada em abril deste ano pelo governador Pedro Taques.

O aeroporto sorrisense foi construído a partir da doação da área, feita pela família Bedin, e com investimentos do município e do governo estadual. Foram cerca de 3 anos de obras, apresentação de projetos no Departamento de Aviação Civil, articulações com a empresa para operar voo comercial e demais procedimentos.

“O governador Pedro Taques recebeu o pleito de Sorriso ainda em 2014 e priorizou esforços (destinando recursos) para concluir este aeroporto. Estamos com processo de modernização de aeroporto em vários municípios. Sorriso saiu na frente”, disse Favaro. “Dar incentivo fiscal para a regionalização de voos vai ser um grande diferencial, não só na questão econômica, mas também nas oportunidades que o cidadão vai ter. Tenho certeza que muito em breve estaremos aqui anunciando o voo para integrar Mato Grosso com a América do sul, por Santa Cruz de La Sierra”, disse Fávaro. Ele ressaltou que integra a política do governo auxiliar o processo de expansão de voos regionais também com investimento em infraestrutura, e cita como exemplo os aeroportos de Tangará da serra, Cáceres e Pontes e Lacerda como potenciais.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, o caso de Sorriso é exemplar. Com a parceria do governo do Estado, e com a participação da prefeitura, o município teve investimento para ter a infraestrutura necessária para receber os voos.

“Esse é o papel de uma boa política pública, onde você traz incentivos não apenas pró-empresa, mas pró-mercado, onde você dá uma competitividade igual para todos, com regras claras. Automaticamente empresas fazem novos investimentos e trazem o desenvolvimento não só pra capital, mas para todo o estado de Mato Grosso’, explicou Seneri.

O diretor de Relações Institucionais da empresa, Ronaldo Veras, afirmou que a parceria só foi possível por causa do Voe MT. “Tudo isso demonstra que essa parceria tende a crescer por causa da reciprocidade por parte do governo de Mato Grosso. Este é apenas o começo, estamos avaliando a operação internacional partindo de Mato Grosso. Tivemos a visita do governador e já devemos anunciar algumas novidades nesse sentido”.