feijãoAs donas de casa perceberam nas últimas semanas que o preço do pacote de feijão em Sinop disparou. Quem estava acostumada a comprar o pacote por pouco mais de R$ 3,00 se assustou ao encontrar na etiqueta valores superiores a R$ 9,00. Praticamente 200% de aumento.

Maria Cândida estava em um supermercado da cidade quando falou com a reportagem do Nortão Notícias. “Eu chegava é pegava o pacote, nem observava o preço, era uma compra comum que fazia parte do dia a dia, mas agora tenho que ver o que vou fazer, o consumo é grande lá em casa, vou ter que buscar opções”, destacou a dona de casa que é mãe de três filhos e disse que usa três pacotes por semana.

A explicação para a alta nos preços está no tempo. Segundo a Associação de Trigo, Feijão e Irrigados de Mato Grosso, a seca causou uma perda de 20% na produtividade das lavouras do estado. Além disso, outros estados produtores como Minas Gerais e Paraná também enfrentaram problemas.

“Por seca ou excesso de chuvas a produção ficou comprometida no Brasil como um todo, aqui em nossa região tem produtor que perdeu a lavoura, não compensou colher, outros tinham a expectativa de colher trinta sacas e hoje estão com média abaixo de 10”, comentou o presidente da associação Ademir Gardim, reforçando que a expectativa é que os preços só se estabilizem no final do ano na terceira safra do feijão, enquanto isso as donas de casa terão que improvisar ou aumentar a água na panela de pressão.