Festival Internacional de Pesca espera 150 mil pessoas em cinco dias

149

festival de pesca inernacionalCom o tema “Da Emoção de Pescar e Soltar, Nasce o Amor em Preservar”, começa nesta quarta-feira (08.05) e segue até o próximo domingo (12.05), o 35º Festival Internacional de Pesca Esportiva de Cáceres. O evento, que espera receber 150 mil pessoas, é uma realização da prefeitura municipal de Cáceres com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

O titular da pasta, Seneri Paludo, e o secretário adjunto de Turismo da Sedec, Luis Carlos Nigro, irão participar do evento, no sábado. A secretaria também levará cerca de 20 artesãos, cadastrados no Programa Artesanato Mato-grossense, que vão divulgar e comercializar seus produtos, visando potencializar oportunidades para o desenvolvimento do setor no Estado.

Além disso, um Centro de Atendimento ao Turista móvel, com informações turísticas sobre todo o Estado estará presente durante todos os dias do festival, divulgando as potencialidades de Mato Grosso.

De acordo com os organizadores cerca de 150 mil pessoas são esperadas na cidade durante os cinco dias e entre os atrativos para os amantes da pesca esportiva serão distribuídos mais de R$ 100 mil em prêmios.

A equipe que capturar o peixe de maior pontuação, seja ela inscrita na modalidade pesca embarcada ou canoa e remo, receberá um motor de 25 HP.

Na pesca embarcada os vencedores receberão R$ 20 mil em dinheiro. Já os ganhadores da modalidade pesca de canoa e remo receberão um barco de alumínio de 6 metros e um motor de popa 15 HP.

Nas categorias infanto-juvenil e sênior os prêmios variam entre bicicletas, TVs de Led, tablets, micro systems, entre outros.

Shows

Haverá shows nacionais com os cantores Jorge e Matheus, Marília Mendonça, Humberto e Ronaldo, Israel Novaes e Claudia Leite. Também serão realizadas palestras e oficinas, apresentações culturais, feiras náutica, gastronômica e de artesanato, oficinas ambientais e esportes de areia.

O evento foi criado por um grupo de amigos que tinha a pesca como uma de suas paixões e a consciência de que era preciso chamar a atenção da população para a preservação do Rio Paraguai, um dos principais afluentes da bacia do Pantanal.