Dois municípios da região médio norte do estado não contam com delegacias e investigadores da Polícia Civil. Os moradores de Santa Carmem e Ipiranga do Norte precisam pegar a estrada toda vez que necessitam registrar um boletim de ocorrência, por mais simples que ele seja. E pelo menos por enquanto não há previsão para instalação de unidades nestas cidades.

Santa Carmem fica a 32 quilômetros de Sinop e conta com uma base da Polícia Militar que funciona em uma casa de madeira, três policiais trabalham no local que não conta com nenhuma cela. Toda vez que alguém  é detido a viatura precisa se deslocar imediatamente até a cidade vizinha, deixando o município sem qualquer proteção policial.

O mesmo ocorre em Ipiranga do Norte, um importante produtor de grãos do estado. A cidade conta com uma base da Polícia Militar, a guarnição também precisa se deslocar toda vez que prende alguém, nestes casos para Sorriso, que fica a 70 quilômetros. Mas a maior dor de cabeça é para o cidadão comum, assaltado, furtado ou agredido, precisa viajar para comunicar a polícia do que ocorreu e assim dar início as investigações.

A justificativa apresentada pela Polícia Civil do Estado de Mato Grosso para não tem delegacias nestes dois municípios é que os índices de criminalidade neles são muito pequenos e que os policiais estão concentrados nas regiões mais perigosas do estado. Agora como analisar os índices de criminalidade de uma cidade se não há como registrar ocorrência?

Um concurso público foi realizado e os novos policiais estão em treinamento, cerca de 60 devem trabalhar no norte do estado, mesmo assim Santa Carmem e Ipiranga do Norte devem continuar sem delegacias.

 

Fonte: Nortão Notícias