Professor de Nova Ubiratã é preso acusado de abusar sexualmente de enteadas de 08 e 09 anos

318

phpThumb_generated_thumbnailUm professor de ciências biológicas, morador do Distrito de Entre Rios, situado a cerca de 150 km de Nova Ubiratã, foi preso nesta quinta-feira (19) sob acusação de violentar sexualmente duas enteadas de 08 e 09 anos de idade.

 

Conforme a denuncia, feita por moradores ao Conselho Tutelar, o suposto crime ocorria na residência onde o professor, Z. dos R.C., de 35 anos, residia com a esposa, que é deficiente auditiva, e as duas crianças.

 

“Nós já havíamos recebido várias denuncias contra esse padrasto, a ultima delas foi feita hoje, quando a equipe do Conselho Tutelar, juntamente com profissionais da Secretaria de Ação Social, ministrava uma palestra exatamente sobre a exploração sexual infantil”, afirmou a conselheira tutelar Aline Chagas.

 

Ao final da palestra, as profissionais decidiram conversar separadamente com as meninas que chorando confirmaram os abusos.

 

Diante da suspeita o Conselho Tutelar solicitou o apoio da Policia Militar que deslocou rapidamente para o distrito e efetuou a prisão do acusado.

 

Em entrevista ao site ubirata24horas, o homem se mostrou surpreso e negou todas as acusações. “Eu cuido dessas meninas como se fossem minhas filhas, jamais faria algo contra nenhuma. Estou sendo vitima de uma armação”, se defendeu. Se for constado o crime de estupro de vulnerável o professor pode ser condenado a até 15 anos de prisão.

 

O professor foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Policia Judiciária do município. “Agora nós vamos ouvir as supostas vitimas e averiguar se existem outras denuncias contra ele”, pontuou o delegado Pablo Borges.

 

As crianças foram encaminhadas na manhã desta sexta-feira (20) para Sorriso onde devem ser submetidas a um exame de corpo e delito para confirmar se ouve, ou não, a conjunção carnal.

 

“A criança menor está muito abatida e não comenta sobre o assunto, já a irmã maior agradece a todo o momento pela prisão do padrasto”, complementou a conselheira tutelar.

 

Ainda de acordo com o Conselho Tutelar, a família ficará aos cuidados da avó materna, no município de Lucas do Rio Verde.

 

Histórico profissional –  O professor lecionava nas escolas municipal e estadual da comunidade a cerca de 4 anos, sendo que ambos os cargos haviam sido conquistados através de processos seletivos.

 

Em nota a Secretaria de Educação de Nova Ubiratã lamentou o fato e reiterou que todas as providências cabíveis estão sendo tomadas. Se for confirmado o abuso por parte do profissional, que até então não respondia por nenhum processo disciplinar, deve ser exonerado do cargo.

 

 

Veja a nota na íntegra 

 

                                              Nota de Esclarecimento – Secretaria de Educação e Cultura

A Secretaria de Educação e Cultura de Nova Ubiratã, em respeito aos pais e alunos da Escola Municipal Entre Rios, situada no Distrito de Entre Rios, vem por meio desta esclarecer sobre a prisão, ocorrida nesta quinta-feira (19), de um dos professores da referida instituição acusado de estupor de vulnerável.

 

Tal noticia foi recebida com surpresa pela pasta, assim como pelos demais profissionais de ensino, haja vista, a falta de denuncias que desabonasse a conduta do servidor detido.

 

Reiteramos que a entidade não compactua com desvios de conduta e caso o crime seja confirmado o profissional será exonerado do cargo, que ocupa desde 2012, este conquistado através de processos seletivos.

 

A entidade lembra ainda, que segundo a denuncia, os supostos crimes não ocorriam no interior da escola. Mas mesmo assim a secretaria ofereceu todo o amparonecessário á familia, inclusive acompanhamento psicológico.