Petrobras encontra petróleo em poço perfurado na região de São José do Rio Claro

795
As informações, até o momento, são extraoficiais. Nem a Petrobras, nem a ANP se pronunciaram ainda sobre o suposto poço de petróleo.

1408812bdacf4b8d24a8283c25873884Um vídeo revela que poços perfurados na região de São José do Rio Claro começam a produzir Petróleo.

O material, gravado por técnicos em perfuração  e operadores de máquinas perfuratriz (sondador), que estão atuando há mais de dois anos em um poço estratégico na região da Bacia do Parecis, foi feito para informar engenheiros da estatal que, nesta semana, o poço no qual eles estariam realizando testes, em uma profundidade estimada de a cerca de 4.578 metros, começou a ‘jorrar’ petróleo.

No vídeo é possível ver o espanto dos operadores e funcionários da petroleira nacional ao perceber que a canalização, conectada à válvula de saída da árvore de produção, enche uma caixa de metal com petróleo. : “Aqui! Oh! Petróleo puro! Retirado aqui do poço de São José do Rio Claro, região de Nova Mutum, em Mato Grosso. A caixa está cheia de petróleo”, diz um operador ainda muito impressionado.

Segundo uma publicação feita no dia 18 de maio de 2015 no Diário Oficial da União, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou a Petrobrás a perfurar um poço estratigráfico (para estudos das rochas e sua formação) na Bacia do Parecis. De acordo com a autorização da ANP, a inserção da Petrobrás nos poços da região estaria condicionada ao propósito de levantamentos de dados geológicos, geoquímicos e geofísicos.

A Estatal teria que ficar obrigada a entregar à ANP os originais de todos os dados provenientes da perfuração, além de todas as amostras físicas de rochas e fluidos obtidos com a perfuração. Conforme a publicação, os dados e suas respectivas interpretações geradas a partir da autorização, seriam públicos desde sua origem e comporiam o acervo técnico de informações sobre as bacias sedimentares brasileiras, ficando proibida, por parte da Petrobrás, qualquer forma de comercialização dos mesmos.

As informações, até o momento, são extraoficiais. Nem a Petrobrás, nem a ANP se pronunciaram. As assessorias de imprensa dos órgãos não responderam aos questionamentos da redação.

Adriano Pivetta (PDT), prefeito de Nova Mutun, entretanto, confirmou que os engenheiros, técnicos e operadores da Petrobrás estão na região realizando testes há bastante tempo, mas, até o momento, ninguém da cidade recebeu alguma informação sobre funcionamento de uma refinaria de petróleo ou de gás.

Já Natanael Casavechia (PSB), prefeito da São José do Rio Claro, relatou que a Petrobrás está atuando na área da Bacia do Parecis, porém, segundo ele, ninguém tem informação alguma sobre o local. “Tudo é muito sigiloso”.

“Não temos acesso à área. Ninguém fala o que pode estar sendo explorado lá dentro” disse.

Veja o vídeo gravado por funcionários contratados pela estatal:

http://www.reportermt.com.br/geral/petrobras-teria-encontrado-petroleo-em-poco-perfurado-em-mt-veja-video/54645

Fonte: Repórter MT