Mato Grosso já recebeu todas as doses da vacina contra gripe

57

Mato Grosso recebeu nesta quarta-feira (11.05) o último lote de vacinas destinadas para a Campanha de Vacinação contra Influenza, com 67.500 doses. A remessa enviada pelo Ministério da Saúde representa 100% das doses para imunizar as 698.212 pessoas que fazem parte da meta de proteção contra a doença no estado. Para que os municípios recebam as vacinas, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Programa Estadual de Imunização, já iniciou o processo de separação e distribuição das doses para os Escritórios Regionais de Saúde (ERS).

De acordo com a coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, além do último lote de vacina a SES também recebeu nesta semana outra remessa, com 160 mil doses. “A logística de distribuição do Ministério da Saúde foi organizada em cinco envios, com o recebimento total do quinto envio o Estado contabiliza 100% das doses e, assim, poderemos dar continuidade a campanha”, explica a coordenadora, Flávia Guimarães, ressaltando que a distribuição das doses será feita para os ERS até sexta-feira (13.05).

Ela explica ainda que as vacinas estarão disponíveis para os municípios a partir da próxima segunda-feira (16.05). Dessa forma, os municípios devem retirar as doses no ERS de referência e organizar a estratégia de vacinação conforme sua meta.

“Os gestores precisam ficar atentos à demanda para que nenhum local não fique sem vacina e para que o estado alcance a meta, que é imunizar 80% de cada grupo prioritário”, recomenda Flávia.

A Campanha de Vacinação contra a Influenza segue até o próximo dia 20, tendo como meta imunizar pessoas com 60 anos ou mais, crianças entre seis meses e cinco anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias pós-parto), trabalhadores da saúde, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Balanço

A cobertura vacinal do Estado está em 50% do público-alvo. Até o momento Mato Grosso vacinou 310.949 pessoas contra o vírus influenza, popularmente conhecido como gripe. Entre os grupos prioritários foram vacinados idosos com 60 anos ou mais (54,40%), crianças menores de 5 anos (49,64%), gestantes (38,97%), puérperas (54,87%), trabalhadores de saúde (69,54%) e povos indígenas (8,67%). Ainda foram imunizadas pessoas com comorbidades (64,84%) e funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade (29,12%).

Flávia Guimarães lembra que é preciso que todos os municípios informem no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) as doses que forem aplicadas em cada grupo prioritário. “Com essa informação a SES acompanha a cobertura vacinal no estado e verifica a real situação em cada regional, se o município não informa corretamente as doses que está aplicando ou deixa de vacinar a população, ficará com a cobertura vacinal abaixo da meta e colocará em risco as pessoas dos grupos prioritários”, pontua a coordenadora.

A campanha de vacinação contra a influenza começou no dia 30 de abril em Mato Grosso e tem o objetivo de reduzir as complicações e as internações decorrentes das infecções causadas pelos vírus, nos grupos prioritários. A vacina está disponível gratuitamente, nos postos de saúde, e protege contra os três os tipos de vírus A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B, que são os de maior importância epidemiológica.

Números

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA) já soma 315 casos em Mato Grosso, notificados desde janeiro. Deste total, 12 casos foram descartados e 296 continuam em investigação.

Sete casos notificados tiveram resultados positivos para Influenza A H1N1. Deste total, três casos evoluíram para cura e quatro casos evoluíram para óbito, nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Água Boa e Juara. Ao todo 28 óbitos suspeitos foram notificados – três foram descartados e 18 continuam em investigação.

Entre os municípios com mais notificações de casos de SRAG destacam-se Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande e Sinop, com 95, 47, 27 e 21 casos, respectivamente. Os demais casos estão distribuídos em 36 municípios mato-grossenses entre eles Alta Floresta, Cáceres, Lucas do Rio Verde e Primavera do Leste.

 

Fonte: Governo do Estado de Mato Grosso