felipe_jaquelineUma jovem de 19 anos é suspeita de ter matado o ex-namorado dela durante uma discussão, nesta quarta-feira (25), em Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, Jaqueline Piscke e Felipe de Campos Rodrigues, que tinha 22 anos, brigaram na casa do ex-namorado, no Bairro Novo Paraíso 2, na capital mato-grossense. O ex-namorado teria agredido a jovem durante a discussão e, Jaqueline, para se defender, deu uma facada em Felipe.

O G1 não conseguiu localizar a jovem ou familiares de Felipe. De acordo com a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP), foi a própria jovem que procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência por agressão. Supostamente, até aquele momento, ela não sabia que Felipe havia morrido, já que saiu da casa logo após dar a facada no ex-namorado.

Os familiares do rapaz o encontraram caído na casa e o socorreram até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Morada do Ouro, em Cuiabá. Felipe morreu na unidade hospitalar logo após chegar ao local. A ex-namorada usou uma faca de cozinha.

Os policiais que atenderam Jaqueline na delegacia afirmaram que ela estava com ferimentos no braço e no pescoço, supostamente causados na briga com o ex-namorado. Ela afirmou que agiu em legítima defesa, já que Felipe não aceitava o fim do relacionamento e a agrediu nessa discussão. Depois de registrar a queixa, ela foi liberada pela polícia.

A delegada Juliana Chiquito Palhares, da DHPP, fez a liberação do corpo do ex-namorado na UPA.
Chiquito informou que Felipe foi atingido por uma facada no lado esquerdo do peito. A delegada foi até a casa onde o crime ocorreu e conversou com a família da vítima e da suspeita. Por telefone, a jovem disse à delegada que se apresentaria na DHPP ainda nesta quarta-feira, no entanto, não compareceu para ser ouvida.

A família explicou que tanto a jovem quanto o ex-namorado moravam no mesmo bairro. Felipe teria alugado uma casa para que a ex-namorada e a mãe pudessem morar. A delegada vai aguardar a apresentação da jovem, deve intimar testemunhas e familiares e aguardar resultados de laudos periciais. O inquérito policial será aberto para investigar o caso.