imgresTerminou sem acordo a reunião entre secretários e representantes do Fórum Sindical. O governo do Estado pediu prazo de 48 horas para negociar recursos em Brasília, onde vai se reunir com o presidente Michel Temer.

Os secretários de Estado de Fazenda, Paulo Bustrolin, e da Casa Civil, Paulo Taques, estão reunidos a portas fechadas neste momento com representantes do Fórum Sindical para discutir a contraproposta dos servidores para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA).

Enquanto a reunião segue no auditório da Secretaria de Estado de Gestão, do lado de fora milhares de servidores protestam contra o governo do Estado pelo corte da RGA nos salários de maio, pagos nesta terça-feira (31).

O governador havia proposto RGA de 5% em 2 parcelas, em setembro e janeiro de 2017. Os servidores, através do Fórum Sindical, aceitam o índice de 11,28% divididos ao longo deste ano mas retroativo ao mês de maio.

Além dos funcionários públicos, o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) realiza manifestação em repúdio ao projeto de implantação de Parcerias Público Privadas (PPPs) para cuidar das estruturas físicas das escolas estaduais.

Profissionais da Educação e estudantes engrossam no Centro Político Administrativo (CPA) o protesto iniciado pelos servidores públicos em greve, gritando palavras de ordem contra o governador.