assalto armaEm Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, um adolescente e um rapaz, de 24 anos, foram assassinados a tiros na noite desta sexta-feira (5) e cada uma das vítimas foi atingida por pelo menos três disparos. Os casos ocorreram nos bairros Mapim e Manga, conforme a Polícia Militar, que já registrou nas últimas 24 horas cinco homicídios na cidade.

Um menor de 16 anos de idade foi morto quando andava pela Travessa 8 de Maio, no Bairro da Manga. Testemunhas informaram à polícia que um veículo teria passado próximo ao adolescente e um suspeito efetuou os disparos, por volta das 20h. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima levou um tiro no pescoço e dois na cabeça. O menor morreu no próprio local e o corpo foi encontrado por moradores do bairro.

Ainda segundo a PM, os familiares e moradores estavam revoltados no local quando uma equipe de policiais chegou. Armados com pedras e pedaços de telhas, os moradores teriam tentado impedir a aproximação da imprensa e até dos policiais que buscavam controlar a situação. A Polícia Militar informou que foi necessário efetuar três disparos antimotim para conter a ação dos moradores.

Em seguida, no Bairro Mapim, um jovem de 24 anos também foi executado, por volta das 21h40. Como no caso anterior, moradores contaram que suspeitos em um veículo atiraram contra a vítima. O rapaz foi atingido por um disparo no tórax e dois na cabeça. Durante a abordagem dos policiais no local, a mulher da vítima relatou que o marido já vinha sofrendo ameaças por estar envolvido em roubos e tráfico de drogas.

Os dois casos foram encaminhados para a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá. O delegado titular Silas Caldeira informou que vai abrir inquérito para apurar os crimes e não descartou a possível ligação das execuções com o assassinato de um cabo da Polícia Militar, na última quarta-feira (3), quando tentou impedir que ladrões fugissem após uma tentativa de assalto a uma revendedora de veículos, no Bairro da Manga.

Porém, o delegado disse que vai analisar as balas utilizadas nos crimes e verificar se estão relacionadas, como também aguardar os laudos da Perícia Técnica. Até o momento, ninguém foi preso suspeito de envolvimento nos homicídios.

PM morto
Dois assaltantes armados invadiram a revendedora de veículos, na tarde de quarta-feira, onde estava o proprietário e mais dois funcionários. Na ocasião, o dono do local entrou em luta corporal com um dos assaltantes quando foi atingido por um tiro nas nádegas e outro na coxa.

Na fuga, os dois suspeitos ainda trocaram tiros com o cabo da Polícia Militar que estava passando nas proximidades e avistou a tentativa de assalto. O policial foi atingido com um tiro no peito e morreu no box de emergência do Pronto-Socorro de Várzea Grande. (PSMVG).

Últimas 24h
Somente na madrugada de sexta-feira (5), três pessoas foram assassinadas em Várzea Grande. De acordo informações repassadas pela Polícia Militar, há suspeita de que em todos os casos, o crime teria sido motivado por acerto de contas. O primeiro a ocorrer foi no Bairro São Simão. Um homem, de 30 anos, estava caminhando por uma das ruas quando foi atingido por um disparo.

Outros dois assassinatos foram registrados no Bairro 7 de Maio. Segundo a polícia, dois jovens, de 18 e 20 anos, levaram vários tiros quando percorriam pelo bairro em uma moto. Eles teriam sido abordados, em uma das ruas, por um veículo que tinha três passageiros. Um deles teria descido do carro e mandado as vítimas se sentar no chão. Logo em seguida, teria efetuado os disparos.

Fonte: G1