9 digito em celular no Mato GrossoOs usuários de telefonia móvel em Mato Grosso deverão adotar o nono dígito a partir deste domingo (29).  De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a partir dessa data, o dígito 9 deverá ser acrescentado à esquerda dos atuais números, que passarão a ter o seguinte formato: 9xxxx-xxxx.

Por um tempo determinado, as ligações com 8 dígitos ainda serão completadas para adaptação das redes e usuários.

A medida que atende a resolução (nº 553/2010) tem o objetivo de aumentar a disponibilidade de números na telefonia celular, além de dar continuidade ao processo de padronização da marcação de chamadas. A mudança não altera os números dos telefones fixos, que continuam com 8 dígitos.

As ligações interurbanas para os telefones móveis das áreas que receberem o nono dígito continuarão a ser realizadas da mesma forma como são feitas hoje, mas com a inclusão do novo número. Exemplo: 0 + Código da Operadora + Código de área + 9xxxx-xxxx. O mesmo ocorrerá com o envio de mensagens de SMS e MMS.

Por um tempo determinado, as ligações com 8 dígitos ainda serão completadas para adaptação das redes e usuários. Gradualmente, haverá interceptações e o assinante receberá mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem. Em Mato Grosso, as ligações com 8 dígitos ainda serão completadas até o dia 31 de dezembro de 2016. Após essa data, também mensagens SMS e MMS não serão enviadas se forem usados apenas os 8 dígitos.

Além de Mato Grosso, nesta etapa da inclusão, será implantado o nono dígito no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Acre e Rondônia. Já os números celulares do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul terão mais um dígito a partir de 06 de Novembro.

Estados que já usam o nono dígito:

O processo de implantação começou em 2013. Atualmente, já tem o 9º dígito os telefones celulares de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará e Roraima.