Traficante é preso na capital com mais de 80 quilos de maconha trazidos de MS

112
O suspeito e droga foram encaminhados a Central de Flagrantes, da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé, em Cuiabá. (Foto: PJC/MT)
O suspeito e droga foram encaminhados a Central de Flagrantes, da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé, em Cuiabá. (Foto: PJC/MT)

Uma carga de mais de 80 quilos de maconha foi apreendida pela Polícia Judiciária Civil, em uma ação da Delegacia de Polícia e Núcleo de Inteligência de Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte), na quinta-feira (21.04), próximo ao terminal rodoviário da região do Coxipó, em Cuiabá. A ação, inserida na operação da Secretaria de Segurança Pública, Carga Máxima, celebrou o aniversário de 174 anos da Polícia Civil de Mato Grosso, comemorado no dia 21 de abril.

A droga dividia em 69 tabletes estava dentro de uma mala e de uma caixa de madeira, sendo transportada por Doglas Albrecht, 28, morador de Tangará da Serra e investigado pela Polícia Civil do município pelo envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo a Polícia, o suspeito buscou a droga em Dourados (MS) e chegou de ônibus, na quinta-feira (21) em Cuiabá, onde embarcaria de volta para Tangará da Serra.

O suspeito foi abordado logo após desembarcar no terminal rodoviário do Coxipó, no momento em que entrava em um taxi. Com ele foi apreendida uma mala e uma caixa de madeira em que a droga estava acondicionada para o transporte.

O delegado Nelder Martins Pereira que coordena as investigações de Tangará da Serra disse que através do trabalho de investigação da Delegacia de Polícia e do Núcleo de Inteligência, foi possível chegar ao nome do suspeito como um dos maiores fornecedores de maconha para região.

“A droga vinha do Paraguai e era adquirida na cidade de Dourados. A embalagem de madeira foi utilizada para conter o cheiro do entorpecente, para que passasse despercebido na bagagem do suspeito”, disse o delegado.

Nelder explicou que desde que a equipe de investigação recebeu a informação de que o suspeito buscaria a droga em outro estado para levar para Tangará da Serra, foi realizado um trabalho de monitoramento que durou 13 dias até a prisão do traficante.

“Contamos com a força e dedicação de cerca de 10 investigadores guerreiros além do apoio do Núcleo de Inteligência, que mesmo em um dia de feriado, conseguiu total êxito na investigação. A prisão do suspeito e a apreensão da grande quantidade de entorpecente se torna ainda mais especial por acontecer no dia que comemoramos o aniversário da Polícia Civil de Mato Grosso”, destacou.

Para o delegado regional de Tangará da Serra, Alexandre de Morais Franco, por estarem em uma região de fronteira, o combate ao tráfico deve ser extremamente atuante, pontual e eficaz. “Há tempos, grupos que atuam no trânsito de drogas na região são investigados, tendo vários alvos nacionais e internacionais na mira. Hoje, fomos vitoriosos, realizando a prisão de um desses alvos, resultando na considerável quantidade de drogas apreendidas”, disse o regional.

Fonte: Mutum Notícias