presidio ferrugemA partir de hoje (11) a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) deflagra uma operação na Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira – O Ferrugem -, em Sinop. A direção da unidade prisional também será trocada. A ação terá um prazo de 10 dias.

Segundo a assessoria de imprensa do Governo do Estado, o objetivo da operação é fazer uma revista geral na unidade. Será feita ainda a revisão de práticas administrativas, laborais e de atos relativos à execução das penas. “Faremos o alinhamento de práticas operacionais diárias no ambiente carcerário e de práticas operacionais relativos ao corpo da guarda, atendimento ao público, muralha e escolta”, disse o superintendente de Gestão de Penitenciárias, Fernando Lopes.

A pasta quer ainda com operação, elaborar um mapa dos pontos de trabalho com produção de documento, parar detalhar o efetivo ideal e mínimo necessário par que a unidade tenha um bom funcionamento. Além disso, fazer o alinhamento do fluxo diário do setor de armaria da penitenciária e a revisão das práticas de manutenção do material bélico.

“A operação contará com apoio de servidores de diversas unidades, além da Diretoria de Inteligência Penitenciária, Setor de Operações Especializadas (SOE), Grupo de Intervenção Rápida (GIR), Penitenciária de Rondonópolis e Centro de Ressocialização de Várzea Grande”, informou Lopes.

Entre hoje e quarta-feira será executado a revista geral. Neste período só haverá movimentação na unidade de atendimentos prioritários como cumprimento de alvará de soltura, atendimento médicos urgente a detentos, distribuição de alimentos, banho de sol e mandados de prisão.

A partir de agora a direção da unidade prisional de Sinop fica a cargo do ex-diretor do Centro de Ressocialização de Sorriso, Itamar Gonçalo da Costa. O superintendente e Gestão de Penitenciárias agradeceu a contribuição do atual diretor do Ferrugem, Rafael Ferreira Rego.

“A operação reflete o trabalho da atual gestão, que visa unir forças e atender todas as demandas do Sistema Penitenciário (Sispen), independente da localidade que se encontra a unidade prisional, adequando nosso trabalho ao Programa de Modernização e Humanização do Sispen”, finalizou Lopes.

Fonte: Nortão Notícias