carona estrupoUm estagiário de uma empresa de energia de 26 anos foi preso na madrugada deste sábado (9), em Cuiabá, acusado de estuprar uma jovem de 24. Ele estaria em posse de um revólver e cometido o crime sob ameaça.

Segundo depoimento da vítima, ela e uma mulher tinham saído de uma boate no Distrito Industrial, e aguardavam um coletivo próximo ao Posto São Matheus, quando o suspeito R.A.S.E, 26, apareceu em um veículo Fiat Palio verde, e ofereceu carona.

As duas entraram no veículo, e a amiga foi deixada em um ponto próximo ao Atacadão do Tijucal, enquanto a vítima seguiu com o suspeito, que a deixaria na Praça Maria Taquara, no Centro, onde ela pegaria o ônibus para Várzea Grande.

No trajeto pela avenida Fernando Corrêa, ele entrou em uma rua escura, apontou um revólver para a jovem e a ameaçou de morte, com os seguintes dizeres: “agora eu faço com você o que eu quiser, e se você não fizer eu te mato”. Em seguida, deixou a arma sobre o painel e praticou sexo anal e vaginal com a vítima.

Após o estupro, ele levou a vítima até a Praça Maria Taquara, onde ficou a vigiando. Entretanto, ela tomou um coletivo e seguiu para a Policlínica do Planalto, e percebeu que o homem ainda continuava a persegui-lá.

Ela telefonou para o ex-marido e informou que estava indo para a unidade de saúde. Lá, contou para uma enfermeira sobre o estupro. A Polícia Militar deteve o suspeito nas proximidades da policlínica.

Ele contou que deu carona para a jovem, mas nega o estupro. A arma não foi localizada. A jovem foi encaminhada para o hospital Júlio Muller para exames. O suspeito foi autuado por estupro e passa por audiência de custódia no Fórum de Cuiabá.

Fonte: Gazeta Digital