Rádios clandestinas são denunciadas por usar a mesma frequência radiofônica

65

radio pirataDuas rádios difusoras comunitárias da cidade de Terra Nova do Norte foram denunciadas por moradores após passarem a funcionar ilegalmente. As duas emissoras são acusadas de não terem a liberação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para operar naquele município.

Uma fonte revelou ao Nortão Notícias que as duas rádios estão travando uma disputa para usar a mesma frequência (104.9) para transmitir a programação radiofônica. Ela afirmou que o problema já vem ocorrendo há 60 dias e tem causado transtornos aos moradores que não conseguem sintonizar em nenhuma delas, pois os programas são transmitidos ao mesmo

“A primeira rádio que usava a frequência era a Nova FM 104.9, sob a direção de Revian Correa que faz parte da Associação Comunitária Rui Barbosa. Mas houve um descontentamento em meio à diretoria que foi dividida. José Almir da Silva montou a própria diretoria e abriu a Halley FM”, disse a fonte.

A primeira rádio já vinha a algum tempo operando sem a devida liberação da Anatel, ou seja, era irregular, mas tinha uma aparência de legalidade e estava em busca da regularização junto ao órgão responsável. Agora a situação ficou ainda pior, uma vez que as duas diretorias se dizem integrante da Associação Rui Barbosa e detém a frequência.

A fonte não soube afirmar se o problema já foi comunicado à Anatel para que tome as devidas providências. A sede do órgão fiscalizador fica em Cuiabá. Ambas as emissoras radiofônicas transmite a programação também pela internet.

José Silva, dono da segunda rádio, é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Terra Nova do Norte.

 

Fonte: Nortão Notícias