Pai tenta proteger filho em Várzea Grande, entra na frente e é assassinado a tiros

51

Um comerciante foi assassinado a tiros na noite desta quarta-feira (27) depois de tentar proteger o filho dele, de 18 anos, no Bairro Jardim Esmeralda, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, Manoel Moura Porfírio, de 46 anos, foi morto por dois homens armados que entraram atirando no comércio dele. O filho, Israel Pereira Porfírio, também foi baleado e sobreviveu.

A família das duas vítimas disse aos policiais militares que o Israel esteve preso por 11 dias na Penitenciária Central do Estado. O rapaz e outros quatro homens foram presos por tráfico de drogas. O restante do grupo acusou o jovem de ter sido o ‘delator’ que resultou na prisão dos demais envolvidos.

Os suspeitos faziam cobranças e pediam dinheiro à vítima, já que supostamente teriam prejuízos financeiros após as prisões, além de apreensão de drogas, armas e veículos. O grupo ameaçava Israel de morte. Conforme a família, na noite de quarta-feira o comerciante e o filho estavam na frente do estabelecimento, quando dois homens, que vestiam bermudas, camisetas e bonés, se aproximaram e atiraram contra Israel.

Manoel, na tentativa de proteger o filho, teria se colocado à frente dos disparos e acabou atingido. Ainda assim, os criminosos dispararam também contra Israel e fugiram. O rapaz foi socorrido e encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG).

Um dos suspeitos – que faria parte do grupo que ameaçava Israel – foi preso na mesma região onde o crime ocorreu. A dupla que matou o comerciante e atirou contra Israel não foi encontrada.

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) investiga o caso.

Fonte: Mutum Notícias