policiaisDe apenas cinco novos policiais em 2014 para 1.951 em 2015. Esse foi o salto dado pelo Governo do Estado em apenas um ano no quesito reforço da Polícia Militar (PM). Com uma nova política de segurança implantada pelo governador Pedro Taques, a área responsável pelo policiamento ostensivo e repreensivo ganhou novos agentes. O reforço pode ser demonstrado em números.

Há dois anos, ano da Copa do Mundo e em que o Estado recebeu milhares de turistas do país e do exterior, apenas cinco candidatos foram chamados para compor a corporação. E nos anos anteriores, entre 2012 e 2013, o ingresso de novos policiais também havia sido feito de forma reduzida. Foram chamados 42 e 23 candidatos, respectivamente, que aguardavam a convocação. Já em 2015, em ação o novo modelo de gestão na área de Segurança Pública, o número de convocados chegou a 1.952. Esse número é maior do que o chamamento realizado nas gestões anteriores, entre os anos de 2005 e 2014. Nesse período de nove anos, a Policia Militar havia recebido 1.761 novos PMs de incremento.

O quadro de policiais militares da PM de Mato Grosso no mês de fevereiro deste ano é de 10.071 profissionais. Em janeiro de 2015 esse número era de 6.920. No comparativo entre janeiro de 2015 com o mesmo período desse ano, houve um aumento de 46% no ingresso de novos agentes da PM.

Confira no gráfico:

Assim como na PM, o quadro de efetivo do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) também passou por um acréscimo no número de efetivo. Em janeiro de 2015 eram 1.078 homens e mulheres no quadro de servidores e, em agosto desse ano, esse número será de 1.632. Um aumento que representará 51%, ao ser feito o chamamento de 447 convocados que estavam no cadastro de reserva do último concurso público aberto para o CBM.

O ingresso desses novos agentes em quase 20 meses de nova gestão na área de segurança pública foi superior aos que foram chamados entre os anos de 2003 e 2014, que foi de 444.

E na Polícia Judiciária Civil (PJC), o empenho da atual gestão em reforçar o quadro de servidores também é notado. As estatísticas do ingresso de novos delegados apontam um aumento de 51%, passando de 254 delegados em janeiro de 2015, para 384 em julho desse ano.

Já nos cargos de escrivão, haverá o incremento de 70%, saindo de 700 há 14 meses para 1.187 em dezembro de 2016. Além disso, para o cargo de investigador da Polícia Civil, até o final desse ano o total chegará a 3.797, marca bem superior aos 1.929 agentes na PJC em janeiro de 2015. Para a Polícia Técnica (Politec) foram convocados 10 novos peritos oficiais e quatro médicos legistas.

Concurso Público

Há a previsão de um novo concurso público para o preenchimento de 2.442 vagas na segurança pública do estado. As vagas abertas têm a previsão de abranger as polícias Militar e Civil, além da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Ainda não foram definidas as datas de publicação do edital e de abertura das inscrições. A previsão é que ocorra ainda em 2016. Ao todo serão 1.200 vagas para soldado da Polícia Militar, 1.200 vagas para a Polícia Civil – sendo 900 vagas para investigador e 300 vagas para escrivão – e 42 vagas para técnico de necrópsia na Politec.

 Fonte: Governo de Mt