Estado distribui vacina contra influenza para regionais da saúde

38

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) começou a distribuir as vacinas contra a influenza (H1N1), popularmente conhecida como gripe, para as 16 regionais de saúde do estado. O repasse vai ocorrer de forma gradativa, conforme o cronograma de distribuição do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso recebeu 187 mil doses, o que corresponde a 25% das doses de vacinas referente à meta de vacinação.

“A distribuição desse primeiro lote da vacina foi realizado de forma igualitária, a fim de que cada município tenha 25% do total de doses que receberá durante a campanha. Esse remanejamento gradativo é uma estratégia para que nenhuma região fique descoberta e que sejam minimizados os impactos das intecorrências consequentes do fracionamento feito pelo Ministério da Saúde”, explica a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Flávia Guimarães.

Conforme a coordenadora, até o dia D da campanha, que será realizado em 30 de abril, todos os municípios terão disponíveis 45% das doses de vacinas referente à sua meta de vacinação. “A orientação é de que cada município se organize e estabeleça as estratégicas para vacinação dos grupos prioritários, conforme o perfil epidemiológico dos casos notificados de síndrome respiratória aguda grave (SRAG)”.

Para a 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, Mato Grosso deverá vacinar 698.212 pessoas. Entre os grupos prioritários estão os idosos com mais de 60 anos; crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes; puérperas; profissionais de saúde; indígenas; pessoas com co-morbidades; pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A campanha será realizada no período de 30 de abril a 20 de maio. As pessoas que compõem os grupos prioritários deverão procurar um dos 815 postos de vacinação, munidos de documentação pessoal e carteira de vacinação.

Síndrome Respiratória Aguda

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é uma doença infecciosa de origem viral, e tem o influenza como um dos vírus. Existem três tipos de vírus influenza A, B e C, sendo os vírus A e B os principais causadores das epidemias anuais e que causam impacto significativo na saúde humana. A doença pode levar a casos graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral.

Entre os sintomas da influenza estão a febre alta com duração em torno de três dias, dor de cabeça e nos músculos, garganta inflamada, calafrios e fadiga.

A transmissão do vírus ocorre de pessoa para pessoa, especialmente através de tosse ou espirros das pessoas infectadas. Algumas vezes, as pessoas podem se infectar tocando objetos que estão contaminados com os vírus da influenza e depois tocando sua boca ou seu nariz.

Flávia ressalta a importância de procurar orientação médica no surgimento dos sintomas. “É preciso que havendo algum desses sintomas as pessoas procurem uma unidade de saúde, a fim de que seja a doença seja identificada e tratada corretamente”, pontua a coordenadora lembrando que os serviços de saúde também devem se manter em alerta e realizar o manejo clínico da influenza de forma correta.

Entre os cuidados necessários para evitar a contaminação estão lavar sempre as mãos com água e sabão e ainda passar álcool em gel; sempre que for tossir ou espirrar usar lenço descartável para cobrir a boca e nariz; e evitar o contato com doentes.

Números

Até o momento, 116 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave foram notificados em Mato Grosso. Deste total 8 casos foram descartados, um teve resultado inconclusivo e 103 continuam em investigação. Três casos que evoluíram para óbito tiveram resultados positivos para Influenza A H1N1. Ao todo 13 óbitos foram notificados – três foram descartados e sete continuam em investigação.

Entre os municípios com mais notificações de casos de SRAG destacam-se Cuiabá e Rondonópolis, com 33 e 32 casos, respectivamente. Os demais casos estão distribuídos em 22 municípios mato-grossenses entre eles Várzea Grande, Cáceres e Primavera do Leste.

 

Fonte: Assessoria do Estado de Mato Grosso