Duas cidades podem reduzir salários dos vereadores de MT

516

A iniciativa é para reduzir gastos devido a crise econômica do país.

Vereadores das cidades de Barra do Garças (508 km de Cuiabá;) e Alto Araguaia (427 km da Capital), poderão ter seus salários reduzidos e igualados aos de professores da rede municipal, caso projetos na Câmara de Vereadores das respectivas cidades sejam aprovados. A proposta pretende extinguir a verba indenizatória.

Na segunda-feira (25), o vereador e advogado criminalista João Rodrigues de Souza (PDT) irá propor a mensagem visando reduzir o próprio salário e dos demais parlamentares.

O valor pago para cada vereador é pouco mais de R$ 8 e a proposta reduz o valor para R$ 2.135,00, piso atual dos professores da rede pública municipal.

A iniciativa do vereador é para reduzir gastos devido a crise econômica do país. “É necessário fazer corte nas despesas porque este ano promete ser muito difícil na economia, e o município irá ter dificuldades de honrar salários de servidores. A administração pública é cara em todas as esferas”, alega o vereador.

Já na cidade de Alto Araguaia, a ação partiu da população que estaria indignada com os valores pagos para os parlamentares municipais. Alguns moradores colheram assinaturas para formar um abaixo assinado para redução do salário de R$ 6 mil para R$ 2,3 mil, valor este pago aos professores do município.

A reportagem tentou ouvir o presidente da Câmara de Vereadores, Vanderalques de Castro (PR), para saber se as 600 assinaturas protocoladas no Legislativo Municipal correspondem a 5% do eleitorado, mas as ligações não foram atendidas.

O vereador de Barra do Garças diz que a proposta apresentada seria uma Emenda na Lei Orgânica do município, colocando limite no piso salarial dos vereadores, assim como dos professores da rede municipal. “Se for aprovada, daqui a 4 anos quando for votar o subsidio do vereador não vai poder ser superior ao dos professores. E não vai ser só pra esta legislatura, vai valer para a próxima. Mas toda vez vai ter que observar o parâmetro máximo dos professores da rede municipal”.

Moradores da cidade de Alto Araguaia afirmam que os vereadores estariam inconformados com a iniciativa popular.

Fonte: Gazeta Digital