images

O mato-grossense começou o mês pagando mais caro pelo preço médio carne bovina no varejo, no comparativo com março. O levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) aponta que o valor médio do quilo da maminha, por exemplo, saltou de R$ 23,31 para R$ 25,22 (+8,18%). Já o lagarto partiu de R$ 19,61 para R$ 21,08 (+7,49%) da alcatra de R$ 25,62 para R$ 27,48 (+7,26%).

O balanço mostra que o file mingon passou de R$ 37,30 para R$ 39,10 (+4,84%); do cupim de R$ 16,05 para R$ 16,82 (+4,78%); O preço médio do acém foi de R$ 14,12 para R$ 14,38 (+1,79%); fraldinha de R$ 19,33 para R$ 19,67 (+1,75%); paleta de R$ 15,98 para R$ 16,23 (+1,53%); picanha de R$ 37,62 para R$ 38,12 (+1,62%).

Apesar do aumento, outros poucos cortes registaram tímidos recuos. Do patinho baixou de R$ 21,48 para R$ 21,28 (0,97%); músculo de R$ 15 para R$ 14,92 (-0,53%) e contrafilé de R$ 27,90 para R$ 27,80 (0,35%).

No ultimo boletim, o instituto destacou que houve em março redução no abate de bovinos, o que pode ter incidido nos preços, diante da menor oferta. Foram cerca de 378,1 mil animais, queda de 4,8%.

Fonte: Só Notícias