CARGA MÁXIMA: Polícia prende acusados de roubo a bancos em Cuiabá e Sinop

467
Foto: Mt Gov
Foto: Mt Gov

Dois homens acusados de roubar agências bancárias nas cidades de Cuiabá e Sinop (500 km ao Norte da capital) foram presos na operação da Segurança Pública, Carga Máxima. As prisões foram realizadas por equipes das Polícias Judiciária Civil e Militar.

Um dos roubos ocorreu na manhã de segunda-feira (07.03), na agência do Sicredi de Sinop, de onde foram levados pouco mais de R$ 100 mil. Parte do dinheiro, equivalente a R$ 75 mil em espécie e 40 mil em cheques, foi recuperada, e apreendidas três armas de fogo.

O suspeito, Jomar Silva Luges,  38 anos, conhecido por “Maninho”, foi preso na manhã desta terça-feira (08) em ação conjunta da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Sinop, Força Tática da Polícia Militar e policiais do Comando Regional 3, com informações da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) que já investigava o criminoso.

O segundo suspeito ainda não teve a identidade confirmada pela Polícia Civil. O delegado da Derf, Marcelo Carvalho, disse que os policiais estão levantando provas do envolvimento dele no assalto, para formalizar a autuação.

No momento da prisão, o assaltante Jomar Silva Luges se identificou com o nome falso de Jairo Nunes da Silva. Ele tem passagens por envolvimento em roubos a bancos no Estado de Mato Grosso e estava com mandado de prisão preventiva em aberto, requisitado pelo GCCO, por dois roubos cometidos em Cuiabá.

A identidade dele foi confirmada nas investigações pelo roubo à agência do Banco do Brasil da Avenida da Prainha, no dia 11 de janeiro desse ano, na companhia de mais dois cúmplices, e pelo roubo ao Banco do Brasil da Unic Beira Rio, em 3 de novembro de 2015. A Justiça expediu dois mandados de prisão contra o suspeito pelos dois assaltos na capital.

O delegado regional de Sinop, Sérgio Ribeiro Araújo, informou que Jomar foi localizado em um conjunto de quitinetes, no bairro Terra Rica, na posse de dois revólveres 38, uma pistola roubada de uma agente prisional, R$ 75 mil em dinheiro e 40 mil em cheques. “Esse dinheiro foi roubado do Sicredi na segunda-feira, quando três criminosos renderam o vigilante e roubaram agência”, disse.

Depois do roubo ao Sicredi, os bandidos fugiram em uma motocicleta.  As equipes policiais  agora procuram o terceiro envolvido que está foragido, mas já foi identificado.

O delegado do GCCO, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, destacou a  celeridade na identificação, prisão e apreensão das armas e parte dos valores roubados. “Se deu graças à integração de informações trocadas entres as equipes de investigação das unidades da Polícia Civil de Sinop e da GCCO. Também pelo empenho dos Policias civis e militares de Sinop na prisão dos suspeitos, apreensão das armas e recuperação de parte dos valores roubados”, afirmou.

Os mandados de prisão contra Jomar Silva Luges foram expedidos pela comarca de Cuiabá. Em Sinop ele está preso em flagrante pelo roubo ao Sicredi, posse irregular de arma de fogo de uso restrito e formação de quadrilha.

Fonte: Assessoria – PJC -MT